15 janeiro, 2008

Enough Records

Distracção, ainda não tinha elogiado a portuense Enough Records aqui no tasco apenas por distracção. É uma das melhores netlabels que conheço, daquelas que vale a pena espreitar o catálogo porque nos garante qualidade. É evidente que, tal como tudo, há sempre projectos menos interessantes e com os quais nos identificamos menos, mas fica aqui a recomendação. E, já agora, se alguém da Enough ler isto aqui ficam os nossos parabéns pelo excelente trabalho que têm vindo a fazer. http://enoughrecords.scene.org/

10 Comments:

At 15.1.08, Blogger ps said...

és um querido **

 
At 15.1.08, Blogger Pedro said...

\oo/

 
At 15.1.08, Blogger Melancolia said...

Keep on!!! Será q o QREN não contempla financiamento deste tipo de iniciativas? È sem dúvida um projecto de empreendedorismo!

 
At 15.1.08, Blogger Crestfall said...

Mas tb é um projecto anti-indústria por isso não devem querer financiamento :-s

 
At 15.1.08, Blogger ::Andre:: said...

exacto, a ER acredita que a música deve ser livre. aliás, indentifico-me muito com o manisfesto deles. vale a pena ir ao site e espreitar.

filipe, deles ou dele?

 
At 15.1.08, Blogger Melancolia said...

Cres: é vero é vero... Mas tb estava a ser irónica e estou mto na expectativa do novo QREN e de que forma os decisores o vão agarrar!

 
At 15.1.08, Blogger ps said...

nao me importava nada de receber financiamento para abater os custos de imprimir cdrs / dvds para oferecer ao pessoal ou organizar eventos de entrada gratuita com artistas da enough. mas a enough nunca será algo for profit.

 
At 15.1.08, Blogger Melancolia said...

Sabem aquelas "marchas pela fome em Àfrica" (e.g.)? A maior parte dela tem a "chacela" UE, ou seja, as entidades que as organizam têm um lucro brutal (directo e indirecto) pois vão buscar fundos comunitários e passam a imagem de "socialmente responsáveis" ...

 
At 15.1.08, Blogger Crestfall said...

Lucro em termos monetários e em termos publicitários... Ai nós que somos humanitários.

 
At 16.1.08, Blogger ::Andre:: said...

posso estar errado mas nunca contribuo naquelas campanhas contra a fome e coisas do género. gostava mas a partir do momento em que deixaram estragar toneladas de comida por causa de burocracia desisti. enfim, tudo é negócio e áfrica é e sempre será a principal cobaia...

 

Enviar um comentário

<< Home