04 maio, 2009

Amplificasom special @ SWR XII

SUCESSO!!! Estava com receio da reacção das pessoas, sobretudo em relação aos Grey Daturas, mas aquilo que se passou já depois da uma da manhã não se explica, sente-se. Grande viagem que os australianos nos proporcionaram e que bom foi ver os metaleiros rendidos. A organização também esteve bem em colocá-los logo a seguir a um concerto a 100 à hora dos The Haunted. Elogio da noite: "nunca pensei em ver isto num festival destes".

De seguida, saltamos do palco 2 para o palco 1 para um dos melhores concertos que vi este ano e um dos melhores de todo o festival. Como é óbvio, a plateia não estava cheia mas mais uma vez toda a gente se rendeu. Sem vocalista (saiu há pouco tempo), os Year of no Light fizeram uma incrível e intensa re-interpretação do seu próprio som. Seis músicos em palco (dois bateristas), temas maravilhosamente transformados em instrumentais, um som digno para uma banda destas e, sublinhe-se isto que vou dizer, um técnico de luz que fez uma enorme diferença em relação a todos os outros concertos.
Não sei o que estão a planear para o futuro, mas uma banda destas não pode nem deve acabar.

Excelente festival, muito bem organizado, familiar, malta amiga, não faltou nada... a Amplificasom quer voltar, sem dúvida. Parabéns e obrigado aos Veiga e a toda a malta que nos tratou bem. Até para o ano \m/

9 Comments:

At 4.5.09, Blogger Crestfall said...

Não faltou nada? Não me lixes, faltei lá eu e as R's :\ Mas ainda bem que correu tudo pelo melhor :)

 
At 4.5.09, Blogger prla said...

Foi bom poder ver os Grey Daturas em Lisboa também, porque se tivesse lido isto e não tivesse podido ver cá em baixo, ficava roído de inveja.

Ainda bem que tudo correu pelo melhor. Quer-se mais para o ano.. ;)

 
At 4.5.09, Blogger ::Andre:: said...

Há um tema dos YONL que não me sai da cabeça, até no concerto da Polly Jean aquilo rodava...

Já ouvi dizer que em Lisboa também bombou :)

 
At 4.5.09, Blogger prla said...

Tenho pena de não ter visto então YONL sobretudo nessas condições que descreve, André.

E sim, em Lisboa bombou e bem. ;)

 
At 4.5.09, Blogger prla said...

Um "typo" que teve o efeito colateral de te tratar por você.. lol

 
At 4.5.09, Blogger naSum said...

E eu? :( O homem do material crest :P

 
At 4.5.09, Blogger supernaut said...

caralho! dois concertões de facto. vocês é que deviam organizar um festival pah

 
At 4.5.09, Blogger apf said...

Muito bom mesmo :) Year of no Light também não sai me sai da cabeça. Os Daturas e os YONL são pessoas excelentes! Para o ano levem mais bandas, a ver se ajudam a tornar Barroselas no Roadburn Pt! Esperamos ter as entrevistas alojadas já no final desta semana :)

 
At 5.5.09, Blogger Luís Pires said...

No dia 29 disseste que YONL seria o concerto do festival. Claro que não era nada de demasiado sério, mas não ficou muito longe da verdade.
No 2.º dia, apesar de eu ter gostado de Mournful Congregation, YONL foram reis e senhores. Obrigado por os terem levado lá.

Várias pessoas disseram ainda que a sequência Mournful Congregation, Grey Daturas e YONL (parece que pelo meio tocaram uns suecos chatos) foi a melhor de todo o festival, afirmação com a qual eu concordo plenamente.

 

Enviar um comentário

<< Home