31 janeiro, 2010

Cinema na música

Há algum tempo falou-se por aqui da música no cinema. Daqueles temas que surgem em determinados momentos do filme e que o marcam de uma maneira especial. Há uns dias, ao ouvir Humectez La Mouture, uma das faixas do último álbum dos Stars of the Lid, que possui dois samples de um filme francês (37°2 le matin), surgiu-me outra ideia.

Quantos filmes já viram após ouvirem um sample numa música? Assim de repente só me vem à cabeça a especialíssima Have You Passed Through This Night? dos Explosions In The Sky. Demorou algum tempo, mas eventualmente vi o The Thin Red Line, e sempre que penso no filme penso inevitavelmente na música. É um filme fantástico e até já o revi mais do que uma vez.

Tenho ainda uma lista de espera. The Wicker Man (versão 1973), samplado várias vezes no último EP dos Agalloch, este 37°2 le matin, que já arranjei mas ainda não vi, e o Sylvia (2003), samplado numa música de Lurker Of Chalice (o sample está logo no início).

Já vos aconteceu? Se sim com que músicas/filmes?

22 Comments:

At 31.1.10, Blogger Susana Quartin said...

Ah, e não sendo exactamente a mesma coisa, um dia vou ver todos os filmes que ainda não vi cujas músicas da banda sonora os Fantômas interpretam no Director's Cut :P.

 
At 31.1.10, Blogger amebix said...

O Wicker Man vi por causa da capa do Soul at zero dos Neurosis e respectivos samples do filme nesse disco.
Os filmes da Maya Deren cheguei através duma capa dos Godflesh.

 
At 31.1.10, Blogger amebix said...

De referir o imperdivel the Nigth of the hunter devido a uma sample dos Coil no Love is a secret domain.

 
At 31.1.10, Blogger henriquazevedo said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 31.1.10, Blogger tak said...

Eu sou mais de bandas sonoras mesmo, e a do Thin Red Line já é soberba. Mesmo qualquer rumba acabo por associar ao 2046, e a Omnio dos In The Woods... ao The Ring porque o vi sem som e com o album tocar.

Ah e Coil lembra-me o hellraiser por razões quase óbvias.

 
At 31.1.10, Blogger henriquazevedo said...

Os Poison the well têm uma faixa do album tears from the red "Karsey Street" que é unicamente um sample duma fala do marlon brando do grande filme apocalypse now.

 
At 1.2.10, Blogger Pedro said...

tambem contam os filmes vistos por serem feitos por (excelentes) bandas?
neste caso:
* Svidd Neger -> Ulver
* Hannah Med H -> The Knife
* Was nützt die Liebe in Gedanken -> Thomas Feiner ( dos Anywhen)

tanto as bandas como os filmes sao 5estrelas :))

 
At 1.2.10, Blogger tak said...

lol dizer que o svidd neger é 5estrelas é esticar um bocado. A única coisa q tem de valor é que não se leva nada a sério.

 
At 1.2.10, Blogger João Veiga said...

lol lembro-me logo da primeira vez que vi o Independence Day, naquela parte do "If we make a truce, we can find a way to coexist" "peace..no peaaaceee" "what do you want us to do?" "diee" fiquei estupefacto porque este diálogo é o início da Release Me (1ª música do 1º álbum de Infected Mushroom) :P

Agora mais a sério foi o Fear and Loathing in Las Vegas, por causa da Mescaline dos 1200mics, Full Metal Jacket (não me lembro da música por acaso :x). Sem ser o típico nas músicas de psy-trance e afins nem me lembro de samples que já tenha ouvido.

Por outro lado, o Director's Cut dos Fantômas também me despertou grande curiosidade para todos aqueles clássicos e ainda só vi 1 ou 2 :(


EPA! Como é que é possível estar-me a esquecer do grandioso e cvlt Cradle of Fear LOL. Mas uns soçes de Benfica roubaram o DVD, que eu tinha emprestado a um colega :(

 
At 1.2.10, Blogger João Veiga said...

porra como é que me podia esquecer.. The Crow por causa da None of This is Real também dos Infected Mushroom... o filme e a música <3 ambos ao mesmo nível

 
At 1.2.10, Blogger Susana Quartin said...

amebix - nunca tinha ido invetsigar sobre a capa do souls at zero/samples! que interessante :). mais uma razão para o ver...

 
At 1.2.10, Blogger Purple said...

hmmm a Have you passed through this night é do thin red line? está na hora de rever o filme!

 
At 1.2.10, Blogger Susana Quartin said...

This great evil. Where's it come from? How'd it steal into the world? What seed, what root did it grow from? Who's doin' this? Who's killin' us? Robbing us of life and light. Mockin' us with the sight of what we might've known. Does our ruin benefit the earth? Does it help the grass to grow, the sun to shine? Is this darkness in you, too? Have you passed through this night?

Não reconheces a voz do Pvt. Witt? :) É um sample do filme.

 
At 1.2.10, Blogger ::Andre:: said...

David, eu também cheguei à Maya através dos Godflesh.

 
At 1.2.10, Blogger tak said...

a banda sonora do thin red line é do hans zimmer

 
At 1.2.10, Blogger Susana Quartin said...

I know, tenho-a cá em casa :3.

 
At 1.2.10, Blogger Rodolfo said...

a Brap dos Skynny Puppy tem uma sample muito cómica:

"You cannot hurt me you fool! I am not one of you!"

uns anitos depois vi o filme de onde ele veio, era o Dracula do Andy Warhol com o (grande) Udo Kier!

foi coincidência... não fazia ideia de onde era a sample.

 
At 1.2.10, Blogger Crestfall said...

Porra, nunca cheguei a ver o Svidd Neger!

 
At 1.2.10, Blogger tak said...

era para o Purple.

Crest não perdeste nada, e não tem nada a ver com a banda sonora. É engraçado mas vê-se uma vez e pronto.

 
At 1.2.10, Blogger Neuroticon said...

Perdeu um filme engraçado. Não é grande obra, mas é fixe!
A banda sonora é que é excelente!

O que me aconteceu há uns anos foi, tar a ver o One Flew Over The Cuckoo's Nest e dou por mim a fazer o discurso do "i'm not talking about my life" que tá presente no Lifesblood de Mastodon.
O mesmo aconteceu-me quando estava a rever o Citizen Kane e vejo que é de lá que é retirado um sample da Gumes dos Mão Morta!
E aconteceu a mesma cena com Mouth Of The Architect e o discurso do Network!

:)

 
At 2.2.10, Blogger Saturnia said...

Gummo, Dead Man e o Piano

 
At 4.2.10, Blogger ::Andre:: said...

Neuro, adoro samples de filmes em temas seja de que banda for. Quando bem encaixado fica mágico aquilo.

 

Enviar um comentário

<< Home