01 abril, 2010

Crescendo dos Infernos

Nível de Excitação: 5
Nível Emotivo: 4
Relevância: 5

Foi fácil decidir como começar a invadir este espaço. Não é com uma banda, ou álbum, trata-se apenas da partilha de uma música.

Como sou uma pessoa com alguns hábitos cristalizados, sei que esta faixa já consta no meu Best of 2010 e merece um pouco do vosso tempo e paciência (à primeira audição pode parecer pouco relevante ou repetitiva). Ouçam com phones (de outra forma não resulta), fechem os olhos e aproveitem a viagem que o título indicia. Uma "headf*ck experience" do mais recomendável possível.

Não sendo propriamente um fã de noise, tenho abordado cada vez mais bandas que constam da tag DARK AMBIENT / DRONE / METAL após uma saturação (previsível) pelo dito Pós-Rock "standard". E este tema será certamente do agradado de quem aprecia as explosões sónicas características deste estilo que se procura (ou deveria procurar) reinventar-se o quanto antes.

Um crescendo progressivo de 9 minutos, do mais épico que tive o prazer de conhecer. Por muito que tente não consigo imaginar, ou identificar, nada acima do que se sente lá para o minuto 6 com a explosão sónica total e ao minuto 7 com a entrada de voz distorcida - vejo-me rodeado de imensa luz e é a imagem que se esculpe a cada audição. Para os mais impacientes ouçam dos 4-8 minutos.

Facto curioso: é a faixa com menor número de audições online. Verdade seja dita que ainda não ouvi as restantes faixas do LP com 1/20 com o mesmo interesse que esta me suscitou, mas lá está a minha tal cristalização e a confirmação que as primeiras faixas são as mais importantes estatisticamente, e a última faixa onde se deixam habitualmente pistas para o futuro. Isto agrada-me particularmente neste caso, pois é a última música do álbum terminal da carreira dos Yellow Swans. Acabar assim deve deixar um sorriso de missão cumprida nos lábios.

A versão em vinyl esgotou rapidamente, felizmente anda uma cópia lá por casa.



I believe that the use of noise to make music will continue and increase until we reach a music produced through the aid of electrical instruments that will make available for musical purposes any and all sounds that can be heard.
Manifesto 1937 - John Cage

Etiquetas: , , ,

3 Comments:

At 1.4.10, Blogger ::Andre:: said...

Bem-vindo :)

Já estava à espera deste tópico. É um tema do caraças, sem dúvida. E respondo-te: o resto do álbum não é mau mas também não o acompanha. Um dos melhores temas dos últimos anos.

 
At 2.4.10, Blogger Pedro Nunes said...

Esse disco anda a rodar por aqui.

pedro nunes

 
At 3.4.10, Blogger Rodolfo said...

boa malha, indeed!

 

Enviar um comentário

<< Home