23 junho, 2010

Sons do Mundial: Argentina e Coreia do Sul

14 Comments:

At 23.6.10, Blogger Filipe Santos said...

Argentina: Los Natas (obviamente) e Dragonauta ;
Coreia do Norte: pode-se criar/ouvir música?

 
At 23.6.10, Blogger António Matos Silva said...

ahah, boa questão. e, infelizmente, só se pode ouvir música criada pelo e para o regime. não recebem inputs do exterior e não criam sequer outputs para o interior do país. as únicas coisas que eles ouvem são músicas "folclóricas", típicas do país, relativamente irritantes. a wikipedia tem exemplos: http://en.wikipedia.org/wiki/Music_of_North_Korea

 
At 23.6.10, Blogger O Cardoso said...

Argentina: Leo Garcia

 
At 23.6.10, Blogger Neuroticon said...

Mas falamos na coreia do sul, por isso alguma coisa deve haver :)

 
At 23.6.10, Blogger naSum said...

Não faço a mínima ideia. Até posso conhecer mas não não me lembro de nenhumas...

 
At 23.6.10, Blogger James said...

Ora, fui ver aos meus albuns e:

Mexico: Belinda, Dulce Liquido, Resorte (mt bom), Rodrigo y Gabriela (execelente) e Ximena Sariñana (fixolas)

Coreia: não tenho, mas tenho da Rep da Coreia :P o Sungha Jung

 
At 23.6.10, Blogger James said...

enganei-me no méxico, era para o outro post lol :P, ja ca meto da argentina!

 
At 23.6.10, Blogger Dromos said...

a républica da coreia tem provavelmente uma das melhores cenas de improv/ noise/ electro-acustica da asia,vale mt a pena investigar a fundo a label balloon and needle, ou musicos como hong chulki, choi joonyong e lee hangjun.

assim como a argentina na américa do sul (christoph kurzmann, leonel kaplan,juan de cicco ou miguel magud).
argentina, que nos 70s era uma fábrica de prog rock, com imensas perolas por descobrir (les luthiers, sinetesis, crucis etc..)

 
At 23.6.10, Blogger Luis said...

Hey João, ia agora mesmo mencionar essa cena de improv de Seul - as editoras a investigar são a balloon and needle (http://www.balloonnneedle.com/) e a manual (http://www.manual.co.kr/). E a série de concertos que este grupo organizou, chamada de Relay, onde músicos internacionais tocavam com os músicos de Seul. Há um site que tem imensas gravações destes concertos (alguns saíram num disco duplo há um ou dois anos) mas não consigo encontrar o endereço.

 
At 23.6.10, Blogger Luis said...

Pequeno texto sobre a cena de Seul escrita pelo Suiço / Americano Jason Kahn para a Wire: http://jasonkahn.net/images/pdf/text/seoul.pdf

 
At 23.6.10, Blogger ::Andre:: said...

Luís/ João**

 
At 23.6.10, Blogger Dromos said...

Obrigado pelo complemento Luís,desta vez cheguei primeiro, eheh.

Fica ainda refrencia que na Wire de Maio vem um artigo um pouco mais extenso sobre a cena de musica experimental sediada em Seoul.

 
At 23.6.10, Blogger BrainStorm said...

Argentina???? uma infinidade de bandas rock!! Poseidotica, Humo del Cairo, LOS ALAMOS, derivações de Natas (Santoro, Ararat, Solodolor)........ \oo/

 
At 24.6.10, Blogger nuno Koglek said...

Bem, nunca é demais referenciar os Los Natas, Humo del Cairo, e Buffalo (acho que sao argentinos tmb)...

 

Enviar um comentário

<< Home