12 julho, 2010

Um fraco por fotografias

Há dias fiz o download de um disco dos Tuk. Não fazia a mínima a que soava, ninguém me recomendou nem sequer li nada que me tivesse despertado a curiosidade. O click fez-se num blog de mp3 (o qual o tenho em boa conta) após ver a capa. Fiquei encantado. Mais tarde pensei para mim que as minhas capas preferidas de sempre são na maior parte fotografias. Tenho mesmo um fraco. Esta, por exemplo, é tão simples que podia ser ali ao lado de casa. Não há nada de extravagante, apenas uma humilde e bela paisagem...
Aceito recomendações do género.

9 Comments:

At 12.7.10, Blogger Neuroticon said...

Já eu costumo gostar mais de desenhos...

De qualquer maneira devemos todos concordar que não pode haver maior prova de mau gosto que estampar a cara dos músicos na capa...

 
At 12.7.10, Blogger Crestfall said...

Eu tb prefiro desenhos!!

Não diria que esta paisagem é bela, mas compreendo o encanto que nela encontras ;)

 
At 12.7.10, Blogger Scapegoatt said...

A foto mais conhecida na capa de um album é sem duvida a dos "Beatles - Abbey Road", ou a dos Nirvana - Nevermind (mas esta deve ter montagem). Quanto à minha escolha pessoal escolhia a capa dos Fu Manchu - "The action is go"
Love it. =)

 
At 12.7.10, Blogger 1070072 said...

http://www.lateralnoise.com/2008/10/conifer-crown-fire.html

grande album e uma capa ao teu gosto ;)

 
At 12.7.10, Blogger Carlos said...

A capa do Nevermind não é montagem, a foto foi tirada numa piscina. Só o anzol e a nota é que foram acrescentados mais tarde.

 
At 13.7.10, Blogger Pedro Nunes said...

...do que me lembro em relação a discos com fotos bonitas, sem esquecer a qualidade musical.
Gosto das fotos dos discos do Antony. Gosto da capa/foto do The Sky's Run Into the Sea e do The Soul of the Rainbow dos Growing. O Sometimes I Wish We Were an Eagle do Bill Callahan tem um ambiente rural bonito. The Weather Clock dos July Skies também tem um efeito similar. Apesar de bastante minimalista gosto da capa do Plume dos Loscil. O clássico Nowhere dos Ride, quase sempre quando pego no disco fico alguns segundos a olhar para a capa. Night Maps dos Saddleback explora uma foto caseira interessante. Eid dos Sam Shalabi e Pink Abyss dos Shalabi Effect têm capas ao nível da viagem da música. E por último, que devia estar em primeiro, Lisbon do Keith Fullerton Whitman, irresistível, assim como o concerto gravado na Zdb.

pedro nunes

 
At 13.7.10, Blogger Adriano said...

Fotografias

http://s3.amazonaws.com/data.tumblr.com/tumblr_l0c8rkrWcz1qabdzxo1_1280.jpg?AWSAccessKeyId=0RYTHV9YYQ4W5Q3HQMG2&Expires=1279136415&Signature=bLyzViLCvEaLKxCvSDZ0x%2FJwWGY%3D

 
At 13.7.10, Blogger João Veiga said...

eu gosto das fotos do Storm Thorgerson :P

é verdade que às vezes trata as imagens... mas também tem muitas que são só fotos mesmo :) e excelentes

 
At 14.7.10, Blogger ::Andre:: said...

1070072, é uma bela capa indeed. O disco também é porreiro, principalmente o tema com o Eugene.

Pedro, lembro-me de ter sacado o Lisbon só por causa da capa.

Esqueci-me de mencionar que também adoro adoro fotos aéreas!

 

Enviar um comentário

<< Home