20 abril, 2009

Pestilence, ressuscitados


Por exclusiva vontade e autoridade do senhor Patrick Mameli, eis o vídeo de Devouring frenzy, tema retirado de Resurrection Macabre, o prometido álbum de regresso dos Pestilence, sensivelmente 16 anos após o divisor e off-beat Spheres que ditou o fim da banda. Esta febre do regresso que atacou outros nomes gigantes do Death Metal é bem vinda, mas depois de ouvir este disco algumas vezes, ainda estou para descobrir qual a sua relevância no contexto de desenvolvimento que os Pestilence incutiram na sua sonoridade durante a primeira encarnação. Isto soa-me a uma tentativa de regressar a um período pré-Testimony of the Ancients demasiado genérico e demasiado recalcado por inúmeras bandas para se conseguir destacar através da agressividade das composições. Ou é simples resultado da vontade de reciclagem, ou então faltou a inspiração ao Mameli para incutir dinamismo na coisa. E eu sinto falta a melodia do Testimony e do arrojo do experimentalismo do Spheres. Não era isto que eu queria ouvir dos Pestilence, mas era algo que, no entanto, já esperava ouvir.

7 Comments:

At 20.4.09, Blogger marcelo said...

A criatividade desse novo Pestilence pode ser comparada a quantidade de cabelo do Patrick Mameli hoje em dia. Ou seja, ZERO!

 
At 20.4.09, Blogger Adriano said...

Sinto o mesmo, o Spheres foi na altura algo que estava muitos anos à frente, este é brutalidade bem feita mas pouco mais.

Sobre a quantidade de cabelo isso já é suspeito, perdi a mesma quantidade que o Sr. PEstilence nestes 16 anos (hehehe)

 
At 20.4.09, Blogger Vincent Moon said...

o Ressurrection Macabre é muito mau e pobrezinho. Tenho pena por serem a banda que são.

 
At 20.4.09, Blogger Tiago Esteves said...

Nem ouvi...Lembro-me de ouvir Pestilence em k7 :D

 
At 20.4.09, Blogger Filipe said...

Não sou deste tempo...

 
At 20.4.09, Blogger av said...

Não consigo concordar. O Sr Mameli regressou com um bom álbum, com boas músicas e bons músicos. Quanto à relevância do álbum e ao que podem trazer de novo ao género, têm tanto a trazer quanto tinha um novo álbum de Black Sabbath ou um de Carcass, nada. A não ser dar continuidade ao género que ajudaram a fundar. No caso dos Black Sabbath, não faltam são bandas a fazer o que eles já fizeram, dos Carcass a mesma coisa e por arrasto dos Pestilence idem aspas. É natural que nesta altura seja mais complicado separar o trigo do joio. A meu ver este aqui é trigo, assim como foi o Spheres ou o Testimony.

 
At 28.5.09, Blogger Fredy XTC said...

acredite, este novo album do pestilance eh bem interessante. é bom ver os velhos mestres de volta, ao mundo do metal. eles sao muito bem vindos, pois na terra do death metal eles sempre serao do time dos REIS do Gênero. testimony , spheres e o novo sao fantasticos em suas medidas específicas. parabens, Pestilence!

 

Enviar um comentário

<< Home