08 julho, 2009

Paredes de Coura: crise ou comodismo?

Com a Heineken fora de jogo e provavelmente sem tempo suficiente para procurar um novo patrocinador, a Ritmos apresenta a edição de 2009 com um dos cartazes mais fracos de sempre. Provavelmente o festival esgotará, espero que assim seja, mas não acham que a crise começa a soar cliché e desculpa para tudo? A organização confessou ao JN que os preços dos bilhetes não podem continuar assim tão baixos, então aumentem-os!! Mais vale pagar 100 euros por um festival atractivo e actual do que ter este alinhamento bocejante seja ao preço que for. Vá lá, arrisquem um bocado, não costumava falhar um ano e já vou no segundo ano consecutivo...

29 de Julho
Patrick Wolf
The Strange Boys
Sean Riley and the Slowriders
Bons Rapazes

30 de Julho
Franz Ferdinand
Supergrass
The Horrors
The Pains of Being Pure at Heart
The Temper Trap
Chew Lips
Holy Ghost

31 de Julho
Nine Inch Nails
Peaches
Portugal, The Man
Blood Red Shoes
Mundo Cão
Kap Bambino
Punks Jump Up

1 de Agosto
The Hives
Jarvis Cocker
Howling Bells
The Right Ons
Foge Foge Bandido
Sizo
Nuno Lopes

11 Comments:

At 8.7.09, Blogger Ricardo Guimaraes said...

Posso dizer seguramente que no ano passado paguei 70 euros para ver Mars Volta e Caribou.
Se tinha alguma expectativa para o resto, caiu seguramente por terra quando puseram o pé nos palcos.

Mas ambiente naturalmente belo,talvez o sitio mais relaxante para dar concertos que conheço, nuff' said.

Acho que retiravam 2bandas e traziam My Bloody Valentine cá a cima e iria ser algo icónico na História de Paredes de Coura.

Não precisa de ser um cartaz grande, tem é que ser nem qualitativo, algo este ano falhado redondamente.

 
At 8.7.09, Blogger Silva said...

Continuo a achar o dia 30 muitíssimo bem construído enquadramento do festival. Os outros têm bons nomes, mas parecem ser mais feitos em cima do joelho.

Falar de preços agora é fácil. Tentas subir o preço dos dias para 50 e dos passes para 120, tens os putos todos no Blitz e no Festivaisdeverao a dizer que é muito caro, não podem ir, antes também era 70 euros em (inserir ano preferido) e também se trouxe os (bandas preferidas), que o outro festival manteve o preço, para os promotores irem chular a mãezinha, etc. É óbvio que era preferível subir o preço e apresentar melhores nomes, mas é preciso largar a bomba o mais cedo possível - na primeira semana deste Agosto era o ideal.

O problema disto tudo é que as promotoras começam a achar que os festivais são como os centros comerciais na Baixa do Porto - pode-se sempre meter mais um que não há problema. Depois temos festivais com dias sobrepostos, bandas em festivais que nada têm a ver mas a promotora lá os decidiu ir buscar para fazer frente ao vizinho e por aí fora. Era preferível ter menos e melhores - e isto é valido para a salgalhada de festivais TODA que anda por aí.

Para ser honesto, só tenho pena de ter decidido a ir tão tarde. Agora só tenho tempo para ir a um dia e é com sorte.

 
At 8.7.09, Blogger Filipe Santos said...

Muito fraco este cartaz realmente, um festival tão divulgado e elogiado como o de Paredes de Coura não pode se dar ao luxo de colocar somente uma ou outra banda de jeito, tem de manter o patamar ano após ano, e este ano está muitissimo fraco, não ponho lá os pés nem por nada, até porque o ambiente é realmente bom nesse festival, mas para quem já lá foi várias vezes, chega uma altura que se pretende ir a Paredes de Coura exactamente pelas bandas, que é o meu caso. Só para terem noção, em 2001 fui a Paredes e o cartaz era algo do gênero: Stone Temple Pilots, Queens of the Stone Age, Morcheeba, Papa Roach, 3 Doors Down e mais diversas bandas. E este ano qual é a piada?... O que vale é que há sempre alguém que curte algumas coisas que lá estão. Enfim, de qualquer forma outros festivais começam a ganhar peso.

 
At 8.7.09, Blogger António Pita said...

Não me parece que seja um cartaz fraquissimo, nem tão pouco um dos piores cartazes de sempre do festival.

Concordo sim que mais poderia ser feito e que a organização deveria dar alguma safisfação em relação a, por exemplo, o facto de haver apenas 5 bandas por dia e não haver outro palco que não o After-Hours (e jazz na relva, ok).

Há algumas opções interessantes e que não ficam muito a dever a cartazes como o de 2007, por exemplo. Julgo que se criou demasiado hype aquando da confirmação de Franz Ferdinand e NIN, conjugado com os rumores de FNM e MBV e de estas bandas virem mesmo a solo portugues, mas não a PdC.

Tudo isto levou a uma enorme decepção e até revolta em relação ao cartaz e à organização.

Mas, e lendo os comentários já acima, não se pode dizer que Morcheeba ou 3 Doors Down façam alguém - julgo eu - perder a cabeça. Pelo menos não mais que uns Franz Ferdinand ou Jarvis Cocker ou até The Hives.

Cartaz mediano quando havia a clara possibilidade de um cartaz enorme, que marcasse o festival. Acho que aí falhou, e em grande, a organização.

 
At 8.7.09, Blogger Tiago Esteves said...

Bem agora tem o aliciante de ter um dos supostos últimos concertos (até se lembrarem daqui a uns anos de fazer outra tour) de Nine Inch Nails.

Acho que vou ao dia de Jarvis por causa da miúda que é fã pa crl de Pulp e do gajo lol

 
At 8.7.09, Blogger Filipe said...

Não é um cartaz fraquissimo se tivermos em conta as 3 ou 4 primeiras ediçoes...

 
At 9.7.09, Blogger gangrena said...

Eu concordo que até podiam aumentar o preço dos bilhetes, não me importava de pagar mais 30€ por um cartaz igual ao de 2005, agora isto? até me faz arrepender de já ter dado 60€. Tudo bandas repetidas, em termos de bandas nacionais está fraquíssimo, parece que não conhecem outra coisa. A única banda que me puxa para lá é Nine Inch Nails (e The Strange Boys, que até está na recepção ao campista).

Não só o cartaz é o pior de todo o Paredes de Coura (fora os primeiros anos, vamos lá ser razoáveis :P) como retiraram um dia ao festival e os bilhetes antecipados subiram 10€. Faz sentir que estamos a pagar mais por menos.

Nos entretantos há My Bloody Valentine no Rock One e Faith no More no Sudoeste, que sentido é que isso faz?
Não terem patrocínios não é desculpa nenhuma, olhos postos na Amplificasomzinha e em tantas outras organizadoras que me deram os melhores concertos deste ano (e dos outros) e com preços quase ridículos para as bandas que são.
É puro trabalho por dinheiro, não há uma pinga de respeito pela música e e pelo espírito do festival. Para o ano não me apanham com bilhete antecipado, porque ir pelo espírito é muito bonito mas não põe comida na mesa.

AW WELL... e hoje há Alive!, com Metallica e Crystal Castels, um óptimo exemplo de tudo o que é não fazer sentido. :facepalm:

 
At 10.7.09, Blogger stealth said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 10.7.09, Blogger stealth said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 10.7.09, Blogger Ocelot said...

No ano passado foi a minha primeira ida a Paredes de Coura e fui apenas no dia dos Mars Volta (fui mesmo apenas para os ver) e dei 40€. Não me arrependi. No entanto este ano, não vou quase de certeza, tudo bem que curto Nine Inch Nails e Portugal, the Man, mas mesmo assim (pelo menos falando por mim), não compensa ir apenas por causa desses 2 (nem sou muito fâ de NIN).

Concordo com o que foi dito aqui, era preferível pagar mais uns 30/40 euros e ter um cartaz em condições, quase que aposto que tanto nós como a organização não iríamos ficar decepcionados.

 
At 10.7.09, Blogger Xana said...

o dia 31 está mto mto bom.. e para quem não conhece Portugal the man, aconselho vivamente!!!!! de qq forma, é o dia em q começo a trabalhar depois das ferias.. impossível ir para mal dos meus pecados :/

 

Enviar um comentário

<< Home