09 dezembro, 2009

Programas de autor?


Enquanto mudava de cd, apanhei um pouco do Indiegente do Nuno Calado e fiquei a pensar: há vida na rádio pós-António Sérgio? Numa altura em que as estações vomitam playlists quais os programas de autor que ainda valem a pena?

10 Comments:

At 9.12.09, Blogger Susana Quartin said...

Já apanhei duas vezes o programa do zé pedro e o coitado não tem jeitinho nenhum para a rádio :\. Não me lembro de ouvir recentemente outro...

 
At 9.12.09, Blogger Pereira said...

se fosse só para a rádio que ele não tem jeito...

 
At 9.12.09, Blogger António Pita said...

A RUC tem alguns programas engraçados. Mas só chega a Coimbra...

Há edição online, no entanto.

 
At 9.12.09, Blogger António Matos Silva said...

Rádio Zero, em www.radiozero.pt.

assim de repente destaco o coleccionador de sons, o sinestesia, o matiné e o música de peso :)

 
At 9.12.09, Blogger Ricardo Guimaraes said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 9.12.09, Blogger Ricardo Guimaraes said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 9.12.09, Blogger Ricardo Guimaraes said...

Eu sou suspeita, mas francamente programas de rádio que valem a pena ultimamente, para ouvirmos no rádio do carro, eu digo o Jazz com Brancas na Antena 2, de vez em quando ouve-se coisas interessantes, o Indiegente ou os Bons Rapazes, na área do Indie e do Folk, neste último, na área da música dita electrónica.


Não é para gabar mas eu e o João já passamos artistas e bandas que não são, segundo a regra, para passarmos em rádio e tambémoutros artistas mais conceptuais e que requerem um ouvido menos "preconceituoso".

Ouvir na rádio do carro estes artistas ou experiências sonoras, pode ser doloroso numa viagem longa ou então no tráfico rodoviário, por isso a selecção também deve ser criteriosa, mas imaginem-se a ouvir Sunn O))) ,Boards of Canada, Tim Hecker na auto-estrada, vazia, apenas com os candeeiros a iluminar-vos o asfalto....

Isto já nos Estados Unidos não existe, confirmando-me o senhor Toby Driver, agora imaginem em Portugal.

Em Portugal, as grandes editoras ainda falam muito mas muito alto.


Ainda bem que as rádios universitárias dão a liberdade que dão a nível de escolhas musicais, já os programas de autor que existem, muito são de grande grande qualidade.

 
At 9.12.09, Blogger Tiago Esteves said...

Sinceramente, a internet qt a mim tirou importância à rádio. Antigamente ouvia a rádio para conhecer novas bandas, actualmente consulto a net para isso.

 
At 10.12.09, Blogger Hélder Costa said...

O programa do Nuno calado vale bem a pena, ele é o grande descendente do António Sérgio, o zé pedro pode não ter muito jeito para radialista mas tem uma cultura musica enorme, não se limita a ouvir música mainstream, ao contrário do q se possa pensar

 
At 10.12.09, Blogger Frrreirezzzze said...

lol

 

Enviar um comentário

<< Home