01 junho, 2010

Café e cigarros

"(...) Mesmo para quem não fuma ou não bebe café, aceitará a ideia de que sem estas duas formas de consumo não se teria feito a história da humanidade da mesma forma durante o século XX. Não teria havido vida de café (espaço físico), nem vida boémia e artística. O cigarro e o café são, indubitavelmente, duas formas de prazer do homem e duas manifestações da cultura popular. Alguém imagina Humphrey Bogart sem um cigarro na mão? Ou James Dean? Ou Marlene Dietrich? Ou Mickey Rourke?
E se não fosse pelo cigarro e pelo café, não teria havido este belíssimo filme de Jim Jarmusch à volta de... cigarros e café. “Coffee and Cigarrettes” (2003) é uma espécie de apologia dos dois vícios como exercício de liberdade e de afirmação de um gosto pessoal. Um filme minimalista e pragmático: uma mesa de café, duas personagens, conversa fiada (sobre tudo e sobre nada), e rios de café e nicotina.(...)"

Eu não diria melhor, fica a homenagem ao par mais prazeroso e à própria homenagem de Jarmusch com um belíssimo exercício cinematográfico.

2 Comments:

At 1.6.10, Blogger Tiago said...

Adoro a forma simples e que parece ao mesmo tempo complexa do Jarmusch, da forma que nos deixa a pensar depois de visualizar-mos um filme dele.
Este é particularmente dos meus favoritos, realmente nem, eu descreveria melhor , mas não há como não ficar encantado com toda a sua carreira.
É para aí o meu realizador favorito.

 
At 1.6.10, Blogger António Matos Silva said...

ver esse filme sem querer café e/ou cigarros chega a ser um desafio. esse filme é o amor.

 

Enviar um comentário

<< Home