29 setembro, 2010

A rodar: Les Rallizes Dénudés

Curioso o facto de estar a ouvir a discografia dos nipónicos que deram origem a metade das bandas japonesas e o Fabricio, ex-convidado do blog, a postar sobre eles ao mesmo tempo:
Era o final de 1967 quando, na Universidade de Kyoto, o estudante de literatura Mizutani Takashi encontrou aqueles que se tornariam seus parceiros em uma das bandas de psy-noise-rock mais sedutoras de sempre: Les Rallizes Denudes. No início do ano seguinte, ocorreria a primeira gig oficial. A mistura de lassidão e melancolia, adensadas por blocos de ruídos ensurdecedores, faria a fama do grupo no underground japonês. Marco naquele início da banda foi a apresentação, em abril de 69, no concerto ‘Barricades A Go-Go’, organizado por estudantes que haviam ocupado a Universidade de Kyoto.
Continua aqui: Free Form Free Jazz

3 Comments:

At 30.9.10, Blogger Susana Quartin said...

Não conhecia :o.

 
At 30.9.10, Blogger ::Andre:: said...

Apesar de os terem influenciado, isto está longe de me bater como uns Fushitsusha, por exemplo. Mas depois diz-me o que achaste.

 
At 7.10.10, Blogger fabricio vieira said...

Andre, particularmente gosto mais dos Les Rallizes que do Fushitsusha (que tb produziu muita coisa boa). O que me espanta é que, até hoje (talvez por opção do próprio Mizutani), o grupo permaneça ainda tão 'undergorund', mal distribuído e precariamente editado. Qual o status deles aí na Europa?

 

Enviar um comentário

<< Home