27 julho, 2011

Para não nos esquecermos

Ver o Escape From LA logo a seguir ao Escape From New York é como enfiar a cabeça dentro de uma máquina de lavar roupa cheia de pedras da calçada (em centrifugação) depois de beber duas garrafas de Whiskey espanhol e com uma ratoeira apertada em cada testículo, calçando apenas um par de galochas e com o torso barrado em Tulicreme Avelã. E tudo isto com a TV com o som no máximo a passar Buck Rogers dobrado em alemão com dificuldades de recepção enquanto uma criatura de luz chamada Chernobog da Anunciação me tenta impingir uma assinatura de dois anos da revista oficial da Associação Belga de Bombardino, Melofone e Tuba que ainda inclui como suplemento a livro “Tango, que futuro?”.

CinemaXunga, 4ever yes

Etiquetas:

3 Comments:

At 27.7.11, Blogger BrainStorm said...

ver Zu também provoca este tipo de devaneios num gajo... o pior é que não se consegue esquissar absolutamente nickles…

 
At 27.7.11, Blogger Scometa said...

Boa comparação!

 
At 29.7.11, Blogger ::Andre:: said...

O Pedro é demais. Tenho dito.

 

Enviar um comentário

<< Home