15 setembro, 2011

Oportunidades que não se repetem ou não deixes para amanhã o que deves ver hoje

O concerto do Porto Rio foi uma tremenda mistura de sensações bastante difíceis de descrever, a melancolia, os momentos depressivos, os acordes cortantes, mas também a harmonia, explicam o porquê de um transe sonoro que se viveu naquele espaço.

Ainda agora ecoam na minha memória e nos meus ouvidos momentos memoráveis do concerto.

Esta actuação irá porventura perdurar na memória de todos aqueles que estiveram presentes. Para quem não esteve será muito difícil perceber o que foi transmitido.

in Intervention


Até a Vera Viana, convidada de Setembro, me ter informado do fim dos Wolves in the Throne Room eu não tinha pensado nisto nem sequer sou fã de estatísticas, mas depois do tópico mais abaixo decidi avançar para o exercício.

Os nossos eventos têm uma taxa de mais de 70% de estreias em Portugal o que prova que o nosso caminho é mesmo o nosso, que a nossa programação, quer se goste ou não, é bem distinta e única. O irónico é que é que se começam a coleccionar casos de projectos que se estrearam/ passaram por Portugal via Amp e que não mais voltaram/ voltarão.

Não, a Amplificasom não é uma destruidora de bandas nem as mesmas, qual premonição qual quê, têm o fim anunciado quando fazem parte dos nossos eventos, mas ficam os exemplos de bandas que já não existem ou estão prestes a deixar de:
Capricorns, 15 de Junho de 2007: estreia em PT
Bossk, 18 de Setembro de 2007: estreia em PT
These Arms Are Snakes, 5 de Novembro de 2008: último concerto em PT
Wolves in the Throne Room, 7 de Fevereiro de 2009: estreia em PT
Minsk, 5 de Maio de 2009: estreia em PT, passariam mais tarde agenciado pela Amplificasom
Isis, 28 e 29 de Novembro de 2009: estreia em PT
Part Chimp, 13 de Setembro de 2010: estreia em PT

O “vejo-os para a próxima” deve ser bem equacionado, aposto que há por aí arrependidos de terem falhado o épico fim-de-semana com os Isis ou, a partir desta semana, uns Wolves in the Throne Room no Porto-Rio. Futuro? Oxalá não pois todas elas nos dizem muito, mas é provável que parte do cartaz do Amplifest não volte a meter cá os pés…

13 Comments:

At 15.9.11, Blogger Saviola Braguesa said...

Espera lá, que história é essa do fim dos WitTR?

 
At 15.9.11, Blogger ::Andre:: said...

Saviola, lê o tópico da Vera. Após a tour deixam de existir e como não passarão em PT o concerto único no Porto-Rio fica para mais tarde recordar.

 
At 15.9.11, Blogger vera viana said...

lê na terrorizer de Setembro: "while we were writing and recording it, we were very consciously treating this as our last album (...) when we were tracking the guitars for the last song, we knew it was the last riff we'd ever record for WITTR" - Aaron Weaver.

 
At 15.9.11, Blogger Saviola Braguesa said...

http://loucuramental.com/wp-content/uploads/2010/10/fuuu.png

 
At 15.9.11, Blogger Scometa said...

Não quero estar a desmentir a notícia, mas é que ainda não é sequer oficial nem está emmais ladonenhum a não ser nessa emtrevista da Terrorizer.

Vera, vê esta entrevista dada há uma semana pelo mesmo Aaron, http://www.smnnews.com/2011/09/09/wolves-in-the-throne-room-aaron-weaver-drums/, em que transcrevo o seguinte:
"It is the last record of a trilogy and it kind of is the last record of a certain phase of Wolves In The Throne Room. After this, we’re planning on changing our musical style a bit. Certainly changing a lot of things in our personal lives, as far as where we’re putting our effort and what we’re spending our time doing. This record did have a lot of emotion attached to it, because we were always aware that this would be the last record that we’re going to do in this specific incarnation. There’s a strong sense of letting go of something and transcending something. I’m looking forward to the next phase in our lives and the next phase with the band as well."
Será que o que ele fala na Terrorizer não será este fim de ciclo? Se bem que este fim de ciclo pode significar o fim da banda, no entanto ainda está tudo muito vago

 
At 15.9.11, Blogger Scometa said...

Desculpem os erros, escrever em gadgets tem as suas consequências :)

 
At 15.9.11, Blogger Flip said...

Tragam-nos cá pela ultima vez, não tive mesmo oportunidade de ir ao Porto à dois anos. Este será mesmo daquele que vou ficar a remoer...

 
At 15.9.11, Blogger vera viana said...

Scometa, pelas palavras que transcrevi e pelo resto da entrevista na revista, só posso (podemos?) concluir que decidiram terminar.
o que acontece é que a bomba ainda não estourou por aí, porque a revista ainda não está à venda nas bancas (eu sou assinante).
há fóruns em que se discute a questão (http://www.bloodstock.uk.com/community/viewtopic.php?f=2&t=31171) e a edição on-line da terrorizer diz-nos "Wolves In The Throne Room call it quits".
Acho é que a magnitude do acontecimento (são os WITTR, porra!) faz com que estejamos todos em estado de negação...

 
At 15.9.11, Blogger vera viana said...

correcção minha: por cá ainda não apareceu a revista, mas já deve ter sido posta à venda no Reino Unido no final da semana passada...

 
At 15.9.11, Blogger Tiago Esteves said...

FDX FDX FDX.......não pode ser :O

 
At 16.9.11, Blogger umnomequalquer said...

faltam os Buried Inside, embora oficialmente seja só um "hiatos".

 
At 16.9.11, Blogger umnomequalquer said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 18.9.11, Blogger Tiago said...

Que noite que foi o 7 de Fevereiro de 2009, é com luto que recebo que já gravaram o seu último riff e que a última tour já mais que marcada e que nunca vou ter outra chance.
Lembro-me de sentir uma descarga tremenda daquelas guitarras como em poucos concertos e nem um amplificador estragou aquela viagem. <3
Obrigado amplificasom (nunca é demais), pelas vossas noites únicas!

 

Enviar um comentário

<< Home