14 julho, 2009

Um festival, duas opiniões.... muito diferentes

Enquanto que Nuno Lobão diz que foi um dia memorável, a Alexandra refere que não volta a pôr os pés no Alive. É por isso que eu gosto de blogs, a malta diz o que pensa imparcialmente e sem ligar a lobies.
Alive memorável: Catarse Sonora
Alive para esquecer e não repetir: Nos Açores não há açores

38 Comments:

At 14.7.09, Blogger Ricardo Gama said...

Foi uma boa experiência até, mas também não foi algo maravilhoso e perfeito.

De palco principal só vi Mastodon e Metallica inteiros e chegou para não sair de lá desiludido.
Vá, tenho queixas quanto ao som de Mastodon e TV On The Radio (especialmente Mastodon) como diz num dos blogs que referiste...foi uma pena enorme não conseguir praticamente ouvir a voz e guitarra do Brent.

 
At 14.7.09, Blogger Crestfall said...

Mastodon é concerto para o futuro HC! O melhor que alguma vez cá deram continua a ser o da sala original na 1ª parte de The Haunted :p

Tb curtia ver Lamb of God numa salinha.

 
At 14.7.09, Blogger Filipe said...

Não foi o melhor festival do mundo, mas foi muito agravel, gostei de ir la, e volto a la ir se tiver cartaz apelativo, é bom para o convivio e tem boas bandas. Mastodon foi brutalissimo pena pouco tempo, log tbm.Machine head foi giro, slipknot brutal.Metallica aborrecido.Tv on the radio curioso,klaxons espera melhor, crystal castles muito bom quase a roçar o noise em algumas partes.

 
At 14.7.09, Blogger Wrapped_In_Plastic said...

Um festival é sempre um festival. Um festival no meio da cidade, com hora de entrada e de saída terá sempre as suas condicionantes. Há que estar preparado para usufruir sem demasiada espectativa. No geral foi agradável. Mastodon teve brutalidade, mas algum sol a mais, Machine Head também gostei de ver. Metallica...epah...tou cansada. E eles também parecem. E fora o palco principal, rulou mta cena interessante no outro lado! E mais, num festival, há mto rock para se ver em todos os cantos! É por isso que se chama FESTival!!
Rock On!!

 
At 14.7.09, Blogger Scapegoatt said...

Eu vi Metallica pela ultima vez em 1999 (T99). E já na altura tinha dito que chegava. Vi-os 3 vezes. Alguem tem de dizer ao Lars que já não toca um cú. Pelo que ouvi dizer, pregos não faltaram. E ele é um "morcão" daqueles, diga-se com frontalidade!.

 
At 14.7.09, Blogger naSum said...

São gostos. Eu gostei muito do festival. Bandas de moda ou não, whatever, eu fui lá por mastodon, machine head, slipknot e lamb of god e não ando nelas à 2 ou 3 anos...Mastodon foi pena o som. LoG deram grande show, gostava de os ver numa sala. MH foi brutal e quem diz que MH foi no tempo de more things change é porque não sabe o que diz...Não evoluiram? ok. No comment. Quanto aos slipknot nunca os tinha visto e desde o meu 9º ano (10 anos atrás) que os queria ver. E gostei muito apesar de já não ter muito folego para estar lá a frente sempre aos saltos (se bem que estive). Metallica foi fraquito para mim mas valeu pelas músicas antigas. Foi um dinheiro bem gasto na minha opinião apesar de o ter chorado lol. Mas tão cedo não me meto em festivais pelo - em excursões. Muita seca dass

 
At 14.7.09, Blogger Saturnia said...

Embora gostasse de ver os Mastodon entre outros e mesmo com bilhetes de graça não me desloquei para ir ao festival. Não tive a oportunidade de ve los no HC mas tenho a certeza que voltam para um concerto fora desses "festivais".
O Alive lembra-me um centro comercial onde podemos encontrar um pouco de tudo... e por aquilo que pude ver na transmissao feita pela sic radical o pessoal vai ver concertos e a maioria nem sabe que bandas lá estão.

 
At 14.7.09, Blogger Crestfall said...

A Alexandra de certeza que perdeu o interesse em Machine Head há muito tempo e por isso não sabe que o ainda último disco é quase o melhor: http://amplificasom.blogspot.com/2007/03/resuminho.html

 
At 14.7.09, Blogger Nuno Lobão said...

Eu so espero que esta promessa se cumpra - http://catarsesonora.blogspot.com/2009/07/mastodon-em-portugal-em-2010.html - o concerto deles no alive deixou-me pedir por mais :D

 
At 14.7.09, Blogger ::Andre:: said...

A Amplificasom vai trazer os Mastodon a uma sala, tenham calma :P

 
At 14.7.09, Blogger André Lobão said...

Não estive lá, confesso. Não sei se ganhei 40 euros no bolso ou perdi a oportunidade de ver de uma vez só uma série de bandas que (quer se goste quer não) são ou já foram influentes. Pelo que vi via online e me contaram, a satisfação foi geral e as condicionantes/problemas técnicos delegados para segundo plano quer pelo público (que como sempre se entregou ao verdadeiro motivo da sua vinda) quer por músicos (pelo menos Mastodon e Lamb Of God deixaram a promessa de um regresso muito em breve). Ora, isto, para mim, só me leva a concluir uma coisa: mesmo q possamos estar longe de puder oferecer as condições técnicas ideais a estas bandas(falo comparativamente a outros festivais europeus), o público português parece-me suficientemente ÚNICO e isso, meus amigos, continua a fazer toda a diferença!

 
At 14.7.09, Blogger Angola said...

Mastodon no HC foi o verdadeiro pontapé nos tomates

 
At 14.7.09, Blogger Scapegoatt said...

Mastodon no HC foi de facto um concerto memoravel. Alguem tem uma copia pirata disso? Pode ser em VHS, que eu não me importo :)

 
At 14.7.09, Blogger Maléfico Patético said...

Mastodon no HC foi espetacular.

 
At 14.7.09, Blogger Maléfico Patético said...

Eu não vi nem ouvi nada do Alive deste ano. Mas acho que problemas de som graves como os que foram descritos não devem ser minimizados nem postos para segundo plano.

Muito bem que o pessoal diverte-se, que sai de lá com a sensação que somos o melhor publico do mundo e que foi uma grande noite de convivio em massa.

Mas é indesculpavel pagar 50 euros para ir ver e OUVIR um concerto em que o som vem e vai, ou em que não se ouve uma guitarra ou qq coisa como as que foram descritas. Acho que algum pessoal devia ser mais critico em relação a coisas como cumprimento de horários, qualidade do som e estado do recinto, preço de bilhetes e coisas desse género.

 
At 14.7.09, Blogger Maléfico Patético said...

Nunca tive nada a apontar em concertos da Amplificasom.

 
At 14.7.09, Blogger Ricardo Gama said...

Temos é que ver que Mastodon numa sala pequena, hoje em dia, esgota facilmente e eu quero vê-los xD

 
At 15.7.09, Blogger oaktree said...

O que me deixa verdadeiramente fodida é ter ido a um festival especificamente para ver duas bandas de que gosto muito (Mastodon e TVotR), ter pago um preço que eu considero absurdo para um cartaz daqueles e ter saído de lá com a nítida sensação que levei grande banhada. Pior ainda, quando a culpa da banhada nem sequer pode ser atribuída às tais 2 bandas, mas sim a uns quaisquer iluminados da EiN e a mais uns quantos técnicos de som de meia tigela.

Quanto ao resto, gostaria de poder responder no local apropriado a tal, mas já que os comentários foram feitos aqui, seja!
MH: a partir do momento em que uma banda faz um disco de nu-metal, quando tinha uma cena tão fixe, perde, para mim, toda e qualquer credibilidade. Independentemente do que terceiros possam achar, continuo a afirmar que o nu-metal foi das piores pragas que assolou o universo do metal. De facto, perdi o interesse há muito e duvido que alguma vez o venha a recuperar, por muito bons que os discos mais recentes possam ser. É mesmo trauma/preconceito, desculpem lá qualquer coisinha. E já agora, nunca disse que MH era no tempo do "The More Things Change...", porque antes disso ainda há um enorme "Burn My Eyes".
LoG: fui mesmo ao engano, esperava algo totalmente diferente. Limitei-me a transmitir a minha opinião, tendenciosa ou não.
Slipknot: acho que respondi a isto quando falei de MH - nu-metal e eu é como água em azeite.
Como disse o naSum, e bem, são gostos. E eu cá fico-me com o meu.

Quanto ao público, subscrevo o que disse a Saturnia, o Maléfico Patético e também um pouco do que disse o Lobão. Somos mesmo dos melhores. Devíamos era ser mais criteriosos, em vez do curtir à parva e bater as palminhas a acompanhar o ritmo com qualquer merda que nos ponham à frente (merda aqui pode referir-se tanto à banda como a factores extrínsecos a esta). Sermos mais exigentes não nos fazia mal nenhum, pelo contrário.

Agora, Mastodon numa salinha é que era... Mas promessas não são de fiar, porque lembro-me perfeitamente de ter ouvido, por alturas do SBSR de há 2 anos atrás, que eles voltariam cá para um concerto em nome próprio em Novembro desse ano, e viu-se...

***

 
At 15.7.09, Blogger gangrena said...

Oh eu curti também,até Black Eyed Peas me pareceu bom xD mas para variar acho que 3 palcos é demais.

E no meio dos festivais todos deste ano, o Alive! era mesmo o único a safar-se completamente em termos de cartaz (ok, aquele último dia, meh...)

 
At 15.7.09, Blogger ::Andre:: said...

Ninguém se deve sentir ofendido com opiniões diferentes, isto é mesmo assim e mau era se não fosse.

Raquel, eu acho piada a este ecletismo e surpreendeu-me ver os três palcos sempre cheios. Não gostei foi nada do spot, foi o festival urbano mais feio em que já estive.

 
At 15.7.09, Blogger naSum said...

Yap são gostos. Todos temos os nossos. Slipknot nunca foi Nu Metal. Ou limp bizkit e slipknot são a mesma coisa? Linkin Park? P.O.D? Mudvayne? Disturbed? Flaw? Guano Apes? 40 below summer? SOAD? Tanta coisa...Machine Head fez 1 álbum mau. Quis ser Nu Metal. depois disso fez 2 albums que tomara muitas bandas de "Metal" o fizessem.Mas lá está. São gostos. Não critico ninguém. Eu também nunca + ouvi metallica. lol. "o que eu gostava de MH até altura do "The More Things Change...". Depois as coisas seguiram o seu rumo natural, as pessoas acabam por se afastar, umas evoluem, outras não... Eu sim, eles não". Mal. Evoluiram...E muito. Disseste que foi até ao the more things change...mesma coisa do que dizeres que era nesse tempo...xD

 
At 15.7.09, Blogger Crestfall said...

o spot do SBSR À beira tejo tb não era nada bonito e tb fazia uma ventania do caraças...

André, ainda não disseste se o teu dia valeu por alguma banda.

Nunca fui (muito) adepto de slipknot mas metê-los no saco do Nu-Metal é que realmente não faz sentido. Lamb of God valem muito pelos irmãos Adler.

 
At 15.7.09, Blogger ::Andre:: said...

Afinal de contas o que é/ foi o nu-metal? E será que os Faith No More não são os responsáveis por esse estilo musical?

 
At 15.7.09, Blogger naSum said...

Diz-nos tu Andre :P

 
At 15.7.09, Blogger naSum said...

O nu metal é a mesma coisa que o metalcore agora. Metem tudo no mesma saco....

 
At 15.7.09, Blogger ::Andre:: said...

Eu não digo nada, o nu foi uma praga e até havia bandas que curtia que eram metidas nesse saco.

 
At 15.7.09, Blogger gangrena said...

André, sim, o sítio é terrível e tem muito vendo, e no final da noite calham nós no cabelo e dores de pés porque aquilo é só pedras ._.

Para quem gostava dos três palcos (guilty) ou estava lá a trabalhar (guilty) é muita dor :O

O primeiro dia foi um poderio, na minha opinião, os outros dias foram só divertidos, mas DIOY,Y? e Hadouken! foram os melhores concertos do festival, na minha opinião (sem contar com Mastodon que só foi fixe porque eram eles :P)

 
At 15.7.09, Blogger oaktree said...

O conceito de nu-metal é muito vasto. Tanto pode englobar os Slipknot, como os Mudvayne, os Limpa o Biscoito, os Corno, os Papa Arroz, os Linkin Porco, os Perturbadinhos, os SOAD and so on... Se são todas muito diferentes? Óbvio que sim! Tal como no sludge, no doom, no post-metal e em tudo o resto há coisas muito diferentes.
Umas mais extremas que outras, umas mais 'rapadas', umas mais azeiteiras, mas eu como não gosto de nenhuma, e já que todas surgiram ou tiveram o seu boom no seguimento dessa corrente e que partilham várias semelhanças, não necessariamente estéticas, meto tudo no saco do nu-metal.
NaSum, nããã... "Até altura" engloba também o antes. Quando falo de evolução, pretendo apenas reforçar o ideia dos 'caminhos separados'. Eu segui o meu, eles seguiram o deles. Evoluíram de uma forma que não me disse absolutamente nada o que, numa perspectiva estritamente minha/pessoal, equivale a uma não-evolução... O meu conceito de evolução é bem egocêntrico e narcisista, reconheço. :)
***

 
At 15.7.09, Blogger Scapegoatt said...

Eu não acho que as vertentes como "nu-metal" ou "metalcore", tenham sido más para o panorama musical. O problema foi qd começaram a nascer bandas a repetir a formula sem parar. O album de estreia dos "Korn", por exemplo, digam o que disserem tinha algo de diferente e fresco. Pego em outro caso. O album dos K.Engage - Alive or Just Breathing" é qt a mim um album espectacular. O problema vem dps, com o exagero de albuns a soar parecido. E acho tb que estes estilos na qual mts passaram ( e que agora falam mal) como o Grunge, Nu_Metal, metalcore, contribuiram para que começassem a ouvir outros estilos. Qts pessoas começaram a ouvir metal depois de ouvirem bandas como "guns and roses", hein? Por isso não posso criticar os putos, pq se alguns vão se virar no futuro para a musica electronica( pq se fartam do que ouvem) outros terão a "inteligencia" em explorar outras sonoridades mais interessantes.

 
At 15.7.09, Blogger Saturnia said...

Vamos é focalizar nos no Vagos Festival que está quase à porta =)

Agora isso dos géneros musicais não podemos englobar tudo no mesmo saco e será que por dizerem que é nu metal temos logo à partida de excluir a banda?
Diziam que Deftones, Incubus, Glassjaw e mesmo os Tool pertenciam ao nu metal e eu nunca liguei =) Importa é se gostas da banda ou não independentemente do carimbo que lhe dão.

 
At 15.7.09, Blogger Scapegoatt said...

Ride on Saturnia!! =)

 
At 15.7.09, Blogger João said...

deftones parte bué!

 
At 15.7.09, Blogger naSum said...

Sendo assim oaktree tudo bem ;)
Eu gostei do nu metal, não todas as bandas, mas gostei, apartir de 1 momento já não me dizia nada. O 1º e 2º album de korn são muito bons para mim. Na altura então... e mesmo o issues. Deftones estavam noutro campo. Eu gosto de metalcore mas do bem feito. Há por ai muita banda que soa a o mesmo mas há muita coisa boa. Não gosto é de rótulos. As pessoas dizem: ah é metalcore já não presta. Oh é nu metal não vale um chavo. Ainda me lembro no concerto de Icos na fábrica uns mans verem o que se passava na fábrica e olharem para o cartaz e dizerem algo do género: "O que é o concerto? Icos? Não conheço. Crushing Sun? Ui isso é metalcore vamos embora"... Por favor...

 
At 16.7.09, Blogger Crestfall said...

oh joão, até parte, pá!

 
At 16.7.09, Blogger Daniel said...

Eu tenho para mim q Slipknot é assim a dar para o blastbeat-circo-chen-death-azeiteiro c o seu quê de emo-grind-panisga-core.
Acredito piamente q por detrás daquelas máscaras e dos refrões lambetas, se escondem caras ainda mais assustadoramente horrendas de pais trintões e tipos sensíveis c franginhas lambidas.
Rótulos é coisa para prateleira de supermercado!

 
At 16.7.09, Blogger oaktree said...

Izato! O metalcore é outra... Actualmente, metalcore é mais usado como termo depreciativo do que, propriamente, como um género. Mas há para ali várias coisas boas (olh'ó Coalesce!); por outro lado há também muitas outras, mesmo bandas mais 'antiguinhas' que... Enfim, coitadinhas!
Como já perceberam, o meu ódio de estimação, especialmente a partir de determinada altura, encontra-se todo direccionado para o nu-metal. ^^
***

 
At 16.7.09, Blogger ::Andre:: said...

Acordar em Lisboa com Coalesce \m/

 
At 16.7.09, Blogger Susana Quartin said...

"O problema foi qd começaram a nascer bandas a repetir a formula sem parar."

Estás a falar de post-rock? Oh wait, será sludge? Oh, wait...

 

Enviar um comentário

<< Home