20 janeiro, 2010

Mamilos

Peter Brötzmann - Nipples [Calig 1969]

Porque estamos exactamente a quatro meses de um dos concertos que mais aguardo, está a rodar um dos álbuns mais explosivos do Brötzmann e que é injustamente esquecido, o Nipples. Não é mentira que também eu sugiro a quem se quer aventurar no mundo brötzmanniano para começar pelo lendário Machine Gun, mas ignorar o Nipples (entre outros) é que não. Com dois temas apenas, o homónimo fodidíssimo de dezoito minutos e o mais ponderante "Tell a Green Man" com quinze, Peter é aqui acompanhado por outros mestres como Evan Parker, Derek Bailey (estes dois no primeiro tema onde na altura era difícil de distinguir entre o sax de Brötzmann e Parker - ainda por cima ambos Tenor) ou Han Bennink. É um disco de 1969, o terceiro na sua discografia, que podia ter sido do Albert Ayler (era assassinado um ano depois) mas não é mais que um verdadeiro testamento precoce da importância que Peter Brötzmann vinha a ter/ tem para a música e em especial para o free-jazz. Quando o mestre pisar o palco da CdM já terá 70 anos e a julgar pelos discos recentes é um inesgotável poço de energia. Estou com a expectiva em alta, faço a contagem decrescente com os mamilos bem erectos.

11 Comments:

At 20.1.10, Blogger Susana Quartin said...

[piada-óbvia-e-pateta] Ignorar os mamilos é sempre má ideia! [/piada-óbvia-e-pateta]

Se o concerto fosse a uma sexta ou sábado... :(.

 
At 20.1.10, Blogger naSum said...

Oh andre...tsc tsc...

 
At 20.1.10, Blogger José said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 20.1.10, Blogger José said...

Só um pequeno aparte. Olha que não há certezas do Albert Ayler ter sido assasinado... ele apareceu foi a boiar no rio uns dias depois do seu desaparecimento.

(...)
Mary Parks told her version of the death of Albert Ayler to English discographer Mike Hames in 1983. She said, "The strains of surviving as a musician in New York seriously affected the mind of Albert’s brother, Donald. Their mother (Myrtle Ayler) blamed Albert for introducing Donald to the musician’s life and continually pressed Albert to look after Donald."

"Albert helped in several ways," added Parks, "but he did not want Donald to live with him or play with him. After two years of aggravation from his brother and demands and threats from his mother, Albert, she said, could no longer cope."

According to the English discographer, Mary Parks said Albert told her "his blood had to be shed to save his mother and brother." Thinking very seriously about death at the age of 34, Ayler even outlined how he wanted the rights to his music divided after he was gone.

The night he disappeared, Ayler again told his lover, "My blood has got to be shed to save my mother and my brother." He smashed one of his saxophones over their television set and stormed out of the house. Mary called the police to report Albert missing.

According to Hames, she said Albert took the ferry to the Statue of Liberty and jumped off as the boat neared Liberty Island -- committing suicide.

Ten days after his lifeless body was found in the river, there was a burial service at the chapel of Cleveland’s Highland Park Cemetery. Fifty-five people attended, mostly family members.
(...) (http://www.cleveland.oh.us/wmv_news/jazz39.htm)


ps: Susana, foi uma boa piada.

 
At 20.1.10, Blogger José said...

Já agora, só uma coisa André. Não estejas muito ansioso nem esperes muito... mantém as expectativas baixas. Assim não tens nenhuma má surpresa.

 
At 20.1.10, Blogger ::Andre:: said...

Eu sei Zé, mas tendo em conta a época (racismo e tal) é muito mais provável do que ter acontecido o que aconteceu ao Buckley. E sim, expectativa bem alta, tanto génio em palco não dá para menos.

Que se passa Nas? Não gostas de mamilos ou só dos meus?

 
At 20.1.10, Blogger naSum said...

Pá...mas fazeres referência aos teus mamilos assim no blog...Eles até podem ser os mamilos mais bonitos que existem. De uma pessoa olhar e chorar por mais. Mas mesmo assim andre...num blog tão respeitado internacionalmente...tsc tsc...

 
At 21.1.10, Blogger Crestfall said...

O André, retira a última frase! Um gajo lê este texto até ao fim e aquele "mamilos bem erectos" sobrepõe-se ao resto. LOL

 
At 21.1.10, Blogger ::Andre:: said...

Que gajos púdicos pá...

 
At 21.1.10, Blogger ::Andre:: said...

Ouçam o disco mas é!!!

 
At 23.1.10, Blogger António Pita said...

Eu apoio a última frase do André!

As coisas são para se dizer.

 

Enviar um comentário

<< Home