22 julho, 2010

Nancy boy

Já os vi umas sete vezes. Do Sudoeste a Coura passando pelo Coliseu, os Placebo são uma daquelas bandas da adolescência que nunca me desliguei. Lá está, levaram com essa etiqueta a partir do momento em que eu parti para outros sons (algures depois do Black Market Music) embora continue a acompanhar a carreira deles. A espaços.

Na sexta-feira passada espreitei-os novamente ao vivo e foi como voltar a noventa e sete. Nancy Boy, Bionic, Teenage Angst, Every You Every Me e, imagine-se, uma cover da All Apologies dedicada a Kurt Cobain.
Devem estar para a minha geração como uns The Cure estão para a anterior, suponho, mas também foi engraçado dar de caras com uma nova a cantarolar apenas os temas mais recentes.

Quinze anos de carreira e centenas e centenas de concertos depois, os Placebo hoje em dia fazem canções em piloto automático, mas ao vivo continuam a ser banda de Brian Molko que ao chegar aos 40 anos continua o mesmo puto em palco.

foto: Blitz

4 Comments:

At 22.7.10, Blogger Susana Quartin said...

Não sei se concordo muito com o "fazer canções em piloto automárico", eu gostei muito do Meds, o novo é que ainda não ouvi bem.

Gostava de os ver num coliseu, a único vez que os apanhei foi no sbsr em 2006.

 
At 22.7.10, Blogger João Veiga said...

se por "piloto automático" queres dizer "como quem esfrega um olho", acho que sim :P Realmente eles fazem canções quase sempre muito boas com uma facilidade que faz impressão.

O novo está bom também :) eu tirava-lhe a Cenicero mas pronto... O novo baterista foi das melhores coisas que já aconteceram aos Placebo imo

 
At 22.7.10, Blogger ::Andre:: said...

Eles nao ficaram agarrados ao passado e saudavelmente alteraram a sua maneira de escrever as cançoes. O problema e' que as mesmas quando comparadas com os primeiros dois/ tres albuns... Sao incomparaveis, sao formulaicas e aborrecidas ao fim de algumas audiçoes. Gostos, portanto.

 
At 23.7.10, Blogger Neuroticon said...

Os 3 primeiros sao engraçados, gostei do meio passo em frente no Black Market Music, depois disso sao uma caca!

O concerto no sbsr 2006 foi sequinho sequinho, safou-se a Taste In Men...

Pior só os intragáveis Kasabian este ano no Alive.

 

Enviar um comentário

<< Home