05 julho, 2010

Telhados verdes


Pequenas quintinhas nos nossos telhados, o futuro passa por aqui. Recentemente, em Londres, Callum Saunders dispensou os vasos habituais da sua varanda e experimentou ir mais longe. No seu pequeno “balcony”, conseguiu produzir cenouras, alface e até tomates mostrando que todos os jardineiros urbanos se podem entreter produzindo mesmo com pouco espaço.

Do outro lado do Atlântico, em NYC, começa a ser normal encontrar-se alguns telhados com pequenas quintas urbanas. A legislação está a mudar, a mentalidade e o interesse geral também. Prevê-se que exemplos como a imagem de cima sejam uma realidade até 2050.

Ao contrário destas duas cidades, não sofremos assim tanto de espaço, mas com tanto betão em cada esquina seria útil e saudável darmos uso aos telhados dos nossos prédios.

11 Comments:

At 5.7.10, Blogger Saturnia said...

Devias ter vido o programa em que se falou acerca disto (Sociedade Civil).

 
At 5.7.10, Blogger ::Andre:: said...

Que programa?

 
At 5.7.10, Blogger Saturnia said...

Sociedade Civil na dois...
Falaram sobre hortas comunitárias etc

 
At 5.7.10, Blogger Mafarrico said...

Se for o Siza só vai deixar plantar relva no telhado..

 
At 5.7.10, Blogger ::Andre:: said...

Isso costuma repetir?

Sérgio, a tua "aversão" aos arquitectos é deliciosa, há aí potencial para uns sketches de humor negro.

 
At 5.7.10, Blogger amebix said...

Já tentei fazer uma horta comunitaria no Porto.Infelizmente sofremos varios bloqueios por varias pessoas que nós levaram a desistir.Neste momento,no Porto,existe a horta comunitaria da Casa Viva,qualquer pessoa que queira participar é bem-vinda.Na mouraria existe a horta comunitaria criada pelo GAIA e que também é aberta a qualquer pessoa(foi feita num terreno abandonado,creio que deve ter prai 4 anos funcionando.
Existem outros exemplos "institucionais",como em Guimaraes e outras cidades.

 
At 5.7.10, Blogger Philippe Jean Henri Mayer said...

Não é propaganda, mas informação.

Um copo de água de “Coco Verde” de 250 ml gera mais de “1 Kg de lixo”.

Telhado Verde
www.cocoverderj.com.br/coberturaverde.htm

Painéis Verticais
www.cocoverderj.com.br/jardimvertical.htm

Recuperação de Áreas Degradadas
www.cocoverderj.com.br/concha.htm

 
At 5.7.10, Blogger apf said...

também existe em Matosinhos :)
http://ecosfera.publico.clix.pt/noticia.aspx?id=1403656

ando a cultivar coentros em casa :)

 
At 5.7.10, Blogger Susana Quartin said...

O meu pai tem um tomateiro, um abacateiro e cebolinho na varanda. Eu por acaso tenho a sorte de ter um quintal e gostava de começar a plantar umas coisinhas (cenouras, tomate, por aí)... o problema é que tenho um nojo extremo, que roça a fobia, de caracóis e animais rastejantes em geral :3, e por isso no inverno nunca ponho os pés lá fora.

 
At 5.7.10, Blogger BrainStorm said...

Siza e relva não combinam... o feliz senil entende é de inertes e raramente respeita o genius locci... barbaridades!

 
At 8.7.10, Blogger Mafarrico said...

ahah
Em Matosinhos existem várias, mas às vezes não é claro a que grupos urbanísticos algumas pertencem. Se umas têm placas, outras não. Mas todas estão em funcionamento pela aparência. Acho uma boa ideia. No jardim tenho morangos e hortelã-pimenta. Já tive malaguetas e eram bem bravas! E tenho duas árvores da borracha praí com 4 metros de altura às quais não dou uso. Mas sempre podia abrir a shop de preservativos artesenais "A Profiláctica Galáctica"

 

Enviar um comentário

<< Home