22 abril, 2009

"Sinto o cheiro a carne queimada e peço a deus que seja humana"

A tirada é do Stage Diving, mas a verdade é que Morrissey abandonou o palco de Coachella devido ao cheiro dos hamburguers!! Já vi os Oasis serem corridos do palco à garrafada, os Nickelback à pedrada, etc etc, mas pelo cheiro a comida não e confesso que admiro a atitude dele apesar de conhecer o seu feitio sui generis.

16 Comments:

At 22.4.09, Blogger prla said...

E porque têm as pessoas que estavam a ver o concerto e nada tinham a ver com os ditos hamburgueres que ficar sem metade do concerto que foram ver?

São estas convicções exarcebadas que tenho dificuldade em compreender. Ou isso, ou então nice publicity stunt para um artista que há muito tempo só se fala por questões deste estilo (ie. capas dos álbums/singles, etc).

Where did the music go?

 
At 22.4.09, Blogger Emanuel said...

Ele é vegan?
Se for pode eventualmente ser compreensível.

 
At 22.4.09, Blogger ::Andre:: said...

Este comentário foi removido pelo autor.

 
At 22.4.09, Blogger ::Andre:: said...

Emanuel, vegan ou vegetariano (não sei qual delas) há imensos anos.

 
At 22.4.09, Blogger ::Andre:: said...

O estatuto deste tipo de músicos permite-lhes isso. Ele voltou ao palco e terminou o concerto, mas apesar do seu mau feitio conhecido todos sabemos que ele sempre foi um anti-carnívoro. "Meat is Murder" já tem quase 25 anos.

E o McCartney que quando tocou no RiR pediu que o tecto do palco fosse todo preto? E todas as outras exigências parvas de outros músicos? Ao menos esta do Mozz é inspiradora, aposto que nasceram meia-dúzia de vegetarianos naquele concerto.

 
At 22.4.09, Blogger prla said...

Então nesse caso admitimos que não passa de propaganda à causa dele. Até certo ponto, compreendo.

A minha única comichão com este tipo de coisas é mesmo a forma desmesurada como às vezes se tenta enfiar as convicções pela garganta das pessoas abaixo, prejudicando seja quem for pelo caminho. Dizer "Meat is Murder", só ouve quem quer. Abandonar um concerto, há gente que pagou, que quer ver, que se está nas tintas para os hábitos alimentares ou de vida do Morrissey e que fica de mãos à abanar.

Se dizes que ele voltou ao palco, pois menos mal. Muito menos mal.

Não me interpretes mal, eu próprio tento ser mais vegetariano que outra coisa e evito muito muito comer carne... a discussão da minha parte é apenas de princípio. :)

 
At 22.4.09, Blogger ::Andre:: said...

Claro que não, compreendo perfeitamente. Tal como tu, evito carnes vermelhas e afins, mas (ainda) não sou vegetariano nem sei se alguma vez o serei a 100%.

Um amigo nosso (Pedro Agra tás aí?) disse que hoje em dia enjoa quando sente o cheiro da carne, pergunto-me se o Morrissey não sentiu o mesmo para abandonar o palco. Agora que tem mau feito tem, até em Coura o gajo bazou no início do última tema e os elementos da banda ficaram a olhar uns para os outros.

 
At 22.4.09, Blogger Veggy said...

Eu cá sou (orgulhosamente) vegetariano há alguns anos, mas acho que a atitude do Morrissey é bastante questionável...
Também não fumo e não vou abandonar um palco pelo cheiro a tabaco (estava bem f#dido se assim fosse). Desta forma, também não o faria com cheiro a carne assada.
Mas digo-vos que não nada agradável (comparável com o desconforto do cheiro a tabaco) pois já tive em palco com uma vaca inteira a ser assada ao meu lado!!!
Todos nós fazemos alguns "sacrifícios" pela música, mas o retorno é sempre superior.

nuno veggy - equaleft & mantraprojekt -

 
At 22.4.09, Blogger prla said...

Wise words, both of you!

 
At 22.4.09, Blogger amebix said...

Não comendo carne nem peixe a mais de 10 anos acho a atitude exagerada e um bocado nojenta.Mas isso sou eu que quando faço jantaradas para os amigos até trato da cozinha toda(carne para quem come e vegetariana para quem for).

 
At 22.4.09, Blogger Rodolfo said...

eu não digo nada :)

 
At 22.4.09, Blogger Adriano said...

Isto de carnes e vegies não tem vencedores, mas inverto os papeis será que o público reagia bem se o gajo dos isis (parece reunir aqui um grupo de fans) pedisse para não fumarem no concerto que lhe perturba a pestana isso era levado em conta?

E se for um gajo no público que reclamasse? Esta inversão de papeis e de estatutos tem mt que se lhe diga, e necessariamente terá respostas diferentes.

Depende de quem pede/exige e de quem cede/recusa.

 
At 22.4.09, Blogger Veggy said...

Uma das vezes que toquei na fábrica de som, consegui que o público não fumasse... e a nova lei ainda não tinha saído!!!
Mas tudo se consegue com bom-senso (e imaginação).
Na porta escrevi: faz mosh, não faças fumo.
...e resultou!
Embora eu não tenha ido ao concerto de A Perfect Circle em Lx, os fotógrafos não podiam fotografar com flash pois "ferem os olhos do artista".... o Maynard com as suas manias nem queria permitir aquela "luzinha vermelha" das máquinas fotográficas...
Sejam criativos, mas não comam tudo o que vos dão!!!

 
At 22.4.09, Blogger jorge silva said...

revejo-me nesse comentário de o cheiro a carne enjoar, mas não vou impingir o meu ponto de vista a ninguém. aliás, nem sequer à minha filha o impinjo e quando tem de ser cozinho carne para ela.
obviamente que este tipo de atitudes só tem impacto quando vem de gente com um certo estatuto. se alguém do publico resmungasse, o mais provável era que algum engraçadinho se metesse a comer ao lado dele só para chatear. mas, como foi o senhor morrisey, pode cair o carmo e a trindade.
e também concordo que os "artistas" deviam ter mais juízo com as exigências que fazem.

 
At 23.4.09, Blogger André Forte said...

é o morrissey, o que é que se pode fazer? eu nem consigo olhar para isso como propaganda para causa alguma, porque ele ganha mais do que perde com coisas destas.

De qualquer forma, isto só mostra que depois de tantos anos ele continua convictamente vegetariano e que se está a cagar para pressões sociais ^^ Como sou vegetariano, consigo achar piada à coisa. Eu bem sei o que é estar num festival de verão a mendigar elementos para cozinhar o meu tofu, ou à procura de sítio decente para jantar. :D

 
At 23.4.09, Blogger André Forte said...

perde mais do que o que ganha, era o que queria dizer :P

e depois estas coisas para mim já têm outro contornos. não consigo olhar para estas coisas como convicções exacerbadas mas antes como manias noia. O McCartney e essa cena do Rock in Rio era por ele ser vegan e estar a fazer luto, ou algo semelhante. Manias... Vejam lá se ele ficasse mesmo triste por cada animal que morre? Suicídio por causa da depressão já teria chegado há algum tempo, que não existe convicção que aguente isso :P

 

Enviar um comentário

<< Home