19 setembro, 2009

Um post que espera pelo apocalipse



Ainda não escutei o “God is Good” de OM (tenho-o aqui a piscar o olho), mas estou muito curioso em relação à influência do Emil Amos no disco. Talvez porque o “Decline of the West” foi uma das surpresas que mais forte bateu nos últimos anos, acabei por aderir a Holy Sons como o projecto principal do Emil (o mais pessoal é certamente), empurrando assim Grails para um segundo plano (parecem-me um pouco chatos e dispersos nos álbuns a que não volto muitas vezes). Apesar de todos os elogios que já me arrancou, o “Decline of the West” é um dos discos da segunda metade da década que mais gosto de apregoar como o evangelho de uma lo-fi expansiva e abonada por todo o tipo de técnicas de produção (o Emil é um arquivista obsessivo). E gosto do disco como foi lançado na Awful Bliss (sem as faixas extra incluídas na reedição). Muitas vezes ocorre-me que seria um disco muito mais badalado caso tivesse saído pela Drag City (o Emil acabou por ir lá parar com OM), mas penso baixinho para não chamar as comparações com Bonnie “Prince” Billy (as semelhanças tangenciais existem apenas no registo da voz). O novo “Drifter’s Sympathy” também é bom e este ano ainda vai haver outro disco de Holy Sons pela Important. O “Deciine of the West” termina com “Things You Do While Waiting for the Apocalypse”, que alguém decidiu combinar com uma manipulação psicadélica de certa cena da saga “Mad Max”.

5 Comments:

At 19.9.09, Blogger Saturnia said...

Desde que saiu foi paixão à primeira escuta =)

 
At 20.9.09, Blogger BrainStorm said...

mentira, nem conhecias!!! =P

 
At 20.9.09, Blogger Saturnia said...

Pois não! eu só conheço os grandes clássicos da música francesa =p

 
At 21.9.09, Blogger BrainStorm said...

...não diria tanto! mas tás por dentro da comtemporaneidade!!! ahahahahahahah depois falhas é os concertos em paris! =D

 
At 21.9.09, Blogger Joana Coimbra said...

holy sons é óptimo.
eu acho q se nota bem a influencia do emil no album, pela instrumentação mais variada.

anyway, o al e o emil são os dois enormes.

 

Enviar um comentário

<< Home