29 maio, 2011

Internet is a playground

A Internet foi um advento que chegou tarde para mim. Até cerca de 2006 só parava na internet em cybers, sendo que parava lá bastante. Usei o mIRC, soulseek, depois passei para os foruns, blogs, etc. Tudo normal. Mas desde cedo que este espaço virtual se revelou como um canalizador de frustrações, onde os gajos mais acneicos transformavam as teclas do seu pc em socos do Chuck Norris. As batalhas a que assistia nos chat rooms do IRC, ou as ameaças ocas de porrada nos foruns, a world wide web parecia ter transformado muita gente em Harry Callahans, destemidos com as suas .44 a disparar cartuchos de virilidade. Claro que 80% destas pessoas, quando confrontados com certas situações na vida real, sonhavam em ter a capa da invisibilidade do Harry Potter. Mas sempre existiram aqueles outros 20% que levavam isto mesmo muito a sério, e concretizavam as suas ameaças. Foi uma internet que serviu para mostrar muito da idiossincracia do ser humano, o seu lado mais obscuro e sádico, perverso e egoísta.

Hoje, a Internet é uma extensão do nosso corpo, um sexto sentido, uma ferramenta indissociável da nossa vida em sociedade. Tem uma utilidade tremenda, é um utensílio de conhecimento e um veículo onde transportamos a nossa criatividade e nos damos a conhecer a um mundo que outrora estava fechado para nós. Contudo, basta passarmos nos sites de imprensa e reparar nos comentários às notícias, ou muitas vezes para as discussões que se abrem nos comentários de blogues, para percebermos que este heroísmo invisível ainda grassa torpemente pela WWW. Ameaças, extremismos, erros gramaticais que envergonhariam a padeira d'Aljubarrota...

20 anos de existência, e a Internet continua com o seu grande problema: as pessoas levam-na demasiado a sério. Substituiram-na muitas vezes pelas relações pessoais, e se bem que hoje, com coisas como o facebook, mantemos muitas relações "virtuais", o ser humano precisa do contato com as pessoas para ser... humano. E por isso abri este tópico, para dar a conhecer a quem ainda não teve o privilégio o sr. David Thorne.

David Thorne é o autor de um site chamado 27bslash6. Este site é a personificação do título deste tópico. David Thorne é um senhor australiano que usa a linguagem para combater um mal da Humanidade: a estupidez crónica. Usa a internet como aquilo que ela deveria ser, um espaço divertido onde as pessoas não se levassem demasiado a sério e onde efetivamente poderiamos construir uma sociedade bem mais cool do que a que temos por agora. Aconselho vivamente que percam umas horas a ler todas as histórias que ele publica no site (já tem um livro e tudo), com especial ênfase para a do gato desaparecido, a do senhor das tabelas ou a do Mr. Homofóbico. A maior parte das situações surgem da correspondência de emails, mas ele também tem outras coisas engraçadas como as frases do seu filho ou a sua errância pelo Chatroulette.

Diversão garantida!

5 Comments:

At 30.5.11, Blogger naSum said...

Que cena. Estive a ler o function 4 sports. Há cada um...

 
At 30.5.11, Blogger naSum said...

Epá. Grande recomendação Scometa xD

 
At 30.5.11, Blogger Scometa said...

É de cagar a rir, não é? :D Esse gajo é DEUS!

 
At 31.5.11, Blogger Pereira said...

Excelente recomendação,já lei meia dúzia e adorei!

 
At 31.5.11, Blogger naSum said...

Mesmo. Dentro do mesmo estilo só conhecia o http://www.dontevenreply.com/ . Se calhar já conheces. Este é 1 gajo simplesmente que se mete com as pessoas por email. Mas situações ridículas que fico :O como é que as pessoas acreditam no que ele diz lol. Muito bom também. Também possui livro

 

Enviar um comentário

<< Home