16 junho, 2011

OA Industries


Uma das coisas com que ocupo o meu tempo livre é a desenvolver uma marca chamada Organic Anagram Industries. Não tenho um grande ímpeto empresarial, no entanto vi-me puxado esta situação em que tenho de tomar decisões de negócio. As OA Industries não têm um programa definido por opção, entre todas as coisas que vamos lançando, contam-se prints de edição limitada, t-shirts, tábuas de skate, livros, camisolas, casacos, gorros, entre outras coisas. Acaba por ser uma extensão das coisas que eu e os meus amigos gostamos. Eu não gosto de dar a cara pela marca, no entanto, à minha volta não havia nada deste género de que eu pudesse fazer parte, por isso decidi criar a minha própria plataforma.


No desenvolver destas ideias que podem vir a dar produtos, no nosso caso, é fulcral ter sempre as pessoas que nos apoiam em mente. Como somos uma empresa cujos lucros acabam reinvestidos na marca, com o menor preço para o cliente, é essencial que todos os produtos esgotem. Claro que isto podia ser a receita para uma quebra nervosa, no entanto o plano passa por fazer produtos de alta-qualidade e limitados. No caso de t-shirts, por exemplo, qualquer pessoa consegue comprar uma t-shirt sem qualidade, no entanto, para obedecer aos nossos próprios critérios, aquilo que nós queremos usar, as t-shirts que lançamos são da nossa própria marca, com uma etiqueta própria, com uma gramagem pesada e e certificamo-nos que os gráficos são impressos em materiais de alta qualidade, para a peça não perder qualidade ao longo da lavagem. É por isso que muitos dos nossos clientes compram várias peças que lançamos, porque sabem que seja um livro, uma camisola ou um skate, se tem o nosso selo, tem qualidade. E é isso que motiva o crescimento da marca, pois ao querermos fazer algo, queremos fazer bem.


Nesta civilização global em que vivemos, o melhor de tudo ligado à marca é a ligação que se estabelece com as pessoas. Há a felicidade de a marca ser bem recebida por um determinado tipo de pessoas ligadas pelos seus gostos e não pela localização geográfica, por isso é normal enviar encomendas para Itália, Nova Zelândia, Estados Unidos, entre muitos outros países, para além de Inglaterra e Portugal, por motivos óbvios aqueles em que a marca é mais popular. As histórias por trás de cada pessoa que comunica connosco, que ao receber uma parte de nós também conta um bocado da sua história, tornam este processo em algo muito humilde e enriquecedor.


Quando comecei, havia vários receios que eu tinha. Não sabia como o site ia ser desenvolvido, na véspera de receber a primeira encomenda não consegui dormir pois não fazia ideia de como ia promover os novos lançamentos, entre outras coisas. Com a progressão do tempo, aprende-se a relaxar e fica-se mais confiante, pois há coisas que são divulgadas para além dos nossos poderes, e a marca cresce de forma orgânica. Nunca pagámos para ter anúncios em nada, porque não acredito que seja essa a melhor forma de promover algo do nosso tamanho. O principal meio de divulgação, mais do que blogs, facebook, entrevistas ou o que quer que seja, são as recomendações, o boca-em-boca.


É por isso que é essencial oferecer produtos de qualidade, para que as pessoas se sintam bem ao usar as coisas na rua, ou a tê-las na estante. Muita gente que não me conhece, às vezes por alguém me apresentar ou assim, reconhece logo o nome da marca e o que fazemos, e sabe os sítios onde já viu alguém usar. É por isso que é importante ter uma imagem cuidada da marca, seja pelos diferentes logotipos que usamos, seja pela promoção nos blogs, seja pelo desenvolvimento de uma cultura à volta da marca e a promoção dos nossos interesses. No meu caso pessoal, se há algo que eu gosto, quero partilhá-lo com as pessoas que podem gostar das mesmas coisas que eu, e com isto estabelece-se uma cultura em redor da marca. No próximo mês vamos lançar dois novos prints, e um dos artistas contactei-o eu, o outro foi um pedido de um apoiante da marca, que felizmente foi bem correspondido pelo artista. Acabamos por estar todos no mesmo nível, e essa falta de fronteiras é o que faz tudo funcionar tão bem. Há amigos meus que acabem por pôr certas áreas da marca a funcionar, e o melhor são mesmo as pessoas que se criam em redor de algo nosso.


Posto isto, visitem o site, e se tiverem ideias de começar algum projecto vosso, vão em frente. Dá trabalho, mas vale sempre a pena se for feito com responsabilidade. Na conjuntura económica actual é sempre difícil conseguir executar as nossas ideias de um modo viável, mas é possível!

7 Comments:

At 16.6.11, Blogger Scometa said...

Acabaste por descrever aquilo que é, em parte, a Amplificasom.

 
At 17.6.11, Blogger Anagrama Orgânico said...

Estou consciente disso, e daí se percebe também o tal crescimento orgânico das coisas, ao encontro de outras. ;)

 
At 17.6.11, Blogger Tiago said...

As tshirts do Kubrick estão um mimo! Muito boas.

 
At 17.6.11, Blogger naSum said...

Gostei muito. Inspiraste-me quem sabe 1 dia também a fazer algo do género :) Btw, ando a pensar comprar 1 skate mas não sei o que devo comprar. É para iniciado. lol. Só para me divertir ao fds de vez em quando...

 
At 20.6.11, Blogger Anagrama Orgânico said...

Obrigado pelos comentários.
Se nunca andaste de skate, recomendava-te antes a ires à skateshop da tua cidade. Pelo simples motivo de que a gente vende a tábua, que tu não deverás saber montar num skate, se for esse o caso. Se souberes, podes comprá-la à confiança, a qualidade é excelente e o que podes esperar de qualquer marca normal.

Abraço!

 
At 21.6.11, Blogger ::Andre:: said...

Em breve uma colaboração entre a Amp e a Anagram :)

 
At 2.7.11, Blogger Anagrama Orgânico said...

Holla back!

 

Enviar um comentário

<< Home