31 Agosto, 2006

Nova loja de música no Porto: Lost Underground

Passeio turístico para uma tarde de sábado com ou sem sol:

Começar pela Cedofeita e visitar a melhor das melhores: Jojo's. Têm muita "fruta" em stock mas os segredos estão no site (http://www.cdgo.com). De seguida, uma caminhada de 15 minutos até à Rua do Almada. Ñ esquecer de apreciar o belíssimo jardim da Praça da República. Próxima paragem: Retro Paradise. Roupa vintage, muito vinil etc são o prato principal. Uns passos a baixo é obrigatório parar na Louie Louie. É possivel dar uma espreitadela no site (http://www.louielouie.biz) mas a piada está em perder uma meia hora a tentar descobrir nas prateleiras alguma pechinha e/ ou raridade.
Se lanchar é uma necessidade então sugiro que não seja em nenhuma daquelas tascas. O próximo apiadeiro é a recente Lost Underground. Também tem site aqui: http://www.lost-underground.com/ e lá vende-se desde cds novos a usados passando pelo vinil e revistas. Nunca lá fui mas vou tentar que a primeira visita seja em breve.
Se houver pernas e dinheiro sempre se pode espreitar os saldos na Fnac de Santa Catarina (Mono, Papa M e Deerhoof a 3.95€ são alguns imperdiveis) mas eu sugiro mesmo que se mantenha na mesma rua e se comece a noite com um agradável jantar de lombinhos com cogumelos no Le Chien qui fume (nº 405).
E pronto, é isto :P

29 Agosto, 2006

Eluvium - When I Live by the Garden and the Sea (2006)

Matthew Cooper aka Eluvium, vem de Portland e acaba de editar pela Temporary Residence (casa de bandas como Explosions in the Sky, Mono ou Envy) o seu quarto registo de originais.
A sua música encontra-se algures entre um álbum de Brian Eno e Fennesz. Não quero com isto entrar em comparações, ou não estivesse eu a falar de alguém que no ano passado teve o seu "Talk Amongst The Trees" presente em vários Top 10.
O que se pode esperar é electrónica minimalista e experimental para uma sessão de melancolia e relaxe. Fecha-se os olhos, deixamo-nos levar e tudo parece perfeito.


Discografia:
"When I Live by the Garden and the Sea" CDEP - Temporary Residence 2006
Travels In Constants Vol. 20 CD - Temporary Residence 2005
"Talk Amongst The Trees" CD - Temporary Residence 2005
"An Accidental Memory In The Case Of Death" CD - Temporary Residence 2004
"Lambent Material" CD - Temporary Residence 2003

http://www.eluvium.net/
http://www.temporaryresidence.com/bands/eluvium.php

Uzeda - Stella (2006)

Ao fim de oito anos os Uzeda estão de volta com o seu sexto álbum. Confesso que desconhecia a existência destes italianos. Sabia que eram da Touch & Go, já reparei que andam a fazer as primeiras partes dos Shellac mas daí a soar praticamente igual.......... "Stella" vai sair em Setembro por isso aconselho à editora a colocarem uns autocolantes nos cds a dizer algo como "shellac italianos" ou quê. Ok, tou a exagerar mas entenda-se esta comparação como um elogio. E quem sabe ñ chamariam mais à atenção dos melómanos da banda de Steve Albini. Aliás, quem produziu este álbum? Esse Senhor pois claro. É evidente que os Uzeda não são os Shellac, começa-se logo por descobrir nas letras onde a ironia dos segundos são substituídos pelos "fantasmas" dos primeiros. Mas sim, têm as suas parecenças embora não haja nada de errado nisso. Não entrou à primeira, não entrou à segunda mas agora que entrou......não quero outra coisa.

Porque a vida não é só música....

" UM ANO DE CINEMA(S) - OS MELHORES FILMES DO ANO NO TEATRO DO CAMPO ALEGRE
De 1 a 27 de Setembro no Teatro do Campo Alegre (todos os dias às 18h30 e 22h; bilhetes a 3,50 euros)

01-09-06 PERTO DEMAIS, de Mike Nichols
02-09-06 VERA DRAKE, de Mike Leigh
03-09-06 TEMPORADA DE PATOS, de Fernando Eimbcke
04-09-06 BONECAS RUSSAS, de Cédric Klapish
05-09-06 DE TANTO BATER O MEU CORAÇÃO PAROU, de Jacques Audiard
06-09-06 MAR ADENTRO, de Alejandro Amenábar
07-09-06 OS PSICO DETECTIVES, de David O. Russel
08-09-06 OS EDUKADORES, de Hans Weingarther
09-09-06 O SEGREDO DE BROKEBACK MOUNTAIN, de Ang Lee
10-09-06 ALICE, de Marco Martins
11-09-06 O CASTELO ANDANTE, de Hayao Miyazaki
12-09-06 LAST DAYS - ÚLTIMOS DIAS, de Gus Van Sant
13-09-06 AURORA, de F. W. Murnau
14-09-06 A MARCHA DOS PINGUINS, de Luc Jacquet
15-09-06 BROKEN FLOWERS - FLORES PARTIDAS, de Jim Jarmush
16-09-06 DE TIM BURTON: A NOIVA CADÁVER, de Tim Burton
17-09-06 SARABAND, de Ingmar Bergman
18-09-06 O PESADELO DE DARWIN, de Hubert Sauper
19-09-06 MATCH POINT, de Woody Allen
20-09-06 O LEOPARDO, de Luchino Visconti
21-09-06 TRÊS ENTERROS DE UM HOMEM, de Tommy Lee Jones
22-09-06 TRANSAMERICA, de Duncan Tucker
23-09-06 CAPOTE, de Bennett Miller
24-09-06 SYRIANA, de Stephen Gahan
25-09-06 COISA RUIM, de Tiago Guedes e Frederico Serra
26-09-06 MEMORIAS DE UMA GUEIXA, de Rob Marshal
27-09-06 UMA HISTÓRIA DE VIOLÊNCIA, de David Cronenberg

24 Agosto, 2006

Enquanto elas preparam novo álbum

Electrelane - Singles, B-Sides & Live

01. Film Music (Previously released by Indenial/Skint)
02. Come On (Previously released by Indenial/Skint)
03. Le Song (Previously released by Fierce Panda)
04. U.O.R. (Previously released by Fierce Panda)
05. John Wayne
06. I Love You My Farfisa
07. I Want To Be The President
08. I Only Always Think
09. I’ve Been Your Fan Since Yesterday
10. I’m On Fire
11. Long Dark
12. Oh Sombra ! (John Peel Session)
13. More Than This (live)
14. Birds (live)
15. Those Pockets Are People/The Partisan (live)
16. Today

http://www.megaupload.com/pt/?d=R7HAUWRL

Último dia do CBGB

"Já está completo o alinhamento dos concertos que marcam o último dia do funcionamento do mítico de CBGB de Nova Iorque.
A sala que marcou a génese do punk nova-iorquino e do new wave vai encerrar a 30 de Setembro.
Algumas das lendárias bandas que passaram pelo palco do club nova-iorquino já não existem ou não estão em actividade, como Ramones e Talking Heads. Mas nem por isso faltará animação.
No dia 28 de Setembro, das 14.30h às 3h00 da madrugada do dia seguinte, vão actuar 16 bandas, entre as quais os Fishbone, Dub Trio ou Angry Dragon.
O CBGB deve reabrir em Las Vegas em 2008, tendo Hilly Kristal, dono da marca, garantido que vai preservar todos os aspectos da casa mãe no novo local.
Tal como o nome indica, o CBGB - sigla que significa «Country, Bluegrass & Blues» - era inicialmente um bar especializado em música norte-americana tradicional.
Até que em 1974 a banda pioneira da cena punk e new wave nova-iorquina Television negociou com Hilly Kristal uma residência semanal no local, sendo seguida por nomes como Ramones, Blondie e Dead Boys. A partir daí, a casa tornou-se sinónimo do punk e indie rock na cidade.
Alinhamento:
14.30 - Shadow Machine
15.00 - The Last Word
16.00 - The Getaway Drive
17.00 - None the Wiser
18.00 - Plan of Attack
19.00 - Amie Amis
20.00 - Eternal
21.00 - Gozadera
22.00 - Cold Hands Collective
23.00 - The Surefire Way
00.00 - The Party Death
00.30 - The New Lows
01.00 - Runny
01.30 - Perfect Syn
02.00 - Hugh Mann & The Beings/Gilgongo
02.30 - Angry Dragon"

http://diariodigital.sapo.pt/disco_digital/news.asp?id_news=20446

22 Agosto, 2006

ISIS: a caminho...



Confirma-se o nome do novo álbum: In the Absence of Truth.
A Ipecac já disponibilizou o primeiro avanço (Dulcinea) para o mesmo que sairá no dia 31 de Outubro. Pode ser ouvida/sacada aqui:
http://www.ipecac.com/audio/081.mp3
A julgar por esta faixa temos uns Isis que não param no tempo nem repetem fórmulas. É sem dúvida uma banda que tenta sempre ir mais longe. Daqui a uns tempos poderemos julgar melhor.
A tracklist será a seguinte:
1 - Wrists Of Kings
2 - Not In Rivers, But In Drops
3 - Dulcinea
4 - Over Root And Thorn
5 - 1000 Shards
6 - All Out Of Time, All Into Space
7 - Holy Tears
8 - Firdous E Bareen
9 - Garden Of Light
Fiz uma pesquisa na wikipedia sobre alguns nomes e eis os resultados:
"Dulcinea is a
fictional character who is referred to (but does not appear) in Cervantes' novel Don Quixote. Seeking after the traditions of the knights-errant of old, Don Quixote finds a true love whom he calls Dulcinea. She is a simple peasant in his home town, but Quixote imagines her to be the most beautiful of all women. At times, Quixote goes into detail about her appearance, though he freely admits that he has never seen her. On a side note, Sancho Panza pretends that a rather ugly country woman is Dulcinea so he does not have to go find her. Quixote believes this as Sancho insists that she is under a spell. Later in the story, Quixote dreams of what he thinks Dulcinea looks like and the Duke and Duchess procure a young boy to dress up as her. This is the closest Quixote ever gets to seeing his love.
In the
Spanish of the time, Dulcinea means something akin to an overly elegant "sweetness". In this way, Dulcinea is an entirely fictional person for whom Quixote relentlessly fights. To this day, a reference to someone as your "dulcinea" implies hopeless devotion and love for her." http://en.wikipedia.org/wiki/Dulcinea
"Firdous e Bareen (or فردوس برین in Persian and Urdu) was the name of the garden made by Hassan-i-Sabah and his band of Nizari Ismaili Shiite fugitives (the Hashshashin) in the Elburz mountains of Northern Iran, imitating paradise or heaven. This paradise was furnished with all luxuries of life, even a rivulet of wine and was used to recruit assassins to Hassan's militia. The person to be recruited was drugged to simulate a "dying" to later have them awaken in a garden flowing with wine and served a sumptuous feast by virgins. The supplicant was then convinced he was in Heaven and that Sabbah was a minion of the divinity and that all of his orders should be followed, even to death."
http://en.wikipedia.org/wiki/Firdous_e_Bareen

Entretanto, o dvd sairá no dia 26 de Setembro e tudo indica que será a oitava maravilha do mundo:
"LIVE PERFORMANCES
GLISTEN / 11.05.2005 / the troubadour, los angeles, ca
WEIGHT* / 11.05.2005 / the troubadour, los angeles, ca
CELESTIAL / 08.26.2001/ cbgb's, new york, ny
COLLAPSE AND CRUSH / 08.26.2001/ cbgb's, new york, ny
GRINNING MOUTHS / 02.05.2005 / club quattro, tokyo, japan
CFT / 06.03.2001/ cbgb's, new york, ny
GENTLE TIME / 06.03.2001/ cbgb's, new york, ny
FULL PERFORMANCE (70+ minutes) / 02.11.2005 / annandale, sydney, australia**

MISCELLANEOUS
IN FICTION / music video / directed by josh graham
GALLERY / extensive photos by isis and associates
DISCOGRAPHY / extensive info and images on isis' complete discography

ALSO INCLUDED
20 PAGE BOOKLET WITH
exclusive art/photos/images- extensive liner notes- complete lyrics for all tracks included on DVD "

*with an expanded lineup consisting of: Troy Zeigler (Exit Strategy, Square John) on percussions, and Justin Chancellor (Tool) on bass guitar.
**posso adiantar que a setlist desde concerto foi a seguinte:
so did we
backlit
the beginning and the end
in fiction
wills disolve
grinning mouths
altered course
from sinking

Para terminar:

Isis + Aereogramme - "In The Fishtank" sai dia 25 de Setembro. Para ñ alongar mais isto, aqui vai o link com toda a info: http://www.konkurrent.nl/labels/fishtank.html


Melhor banda de sempre. Ponto final \oo/

EDIT:

in the absence of truth: http://www.sendspace.com/file/g3hb53

in the fishtank (c/ aereogramme): http://www.sendspace.com/file/4gqzr6

21 Agosto, 2006

A ouvir brevemente...

Supermachiner
Rise of the Great Machine

The debut album from this scorching new combo piloted by principal CONVERGE songwriters JASON BANNON and KURT BALLOOU, along with fellow visionaries RYAN PARKER and SETH BANNON. Nineteen songs that rumble forth with both a fragile, melodic beauty and a thunderous sonic roar.

Sunn 0))) - La Mort Noir dans Esch Alzette (2006)

Quem os viu, em Março, na Casa da Música sabe o que esperar.
Quem não os viu ou quem não os conhece tenham cuidado, por favor tenham muito cuidado pois um álbum dos Sunn 0))) pode ser traumatizante.
Eu tenho familia em Esch Alzette, será que os meus tios emigrantes os foram ver? :P

http://www.sendspace.com/file/j7lugx

Versoma - Life during wartime EP (2006)

Depois dos Windmills by the Ocean venho chamar a atenção para outra banda da Robotic Empire. Chamam-se Versoma e vêm dos states, mais propriamente de Filadélfia. Quatro membros que se decidiram juntar depois de passagens por bandas como Orchid, Anodyne, Hot Cross, etc. Ñ conheço nenhuma mas.....bem hajam!! O que aqui se houve é uma parede sonora de guitarras conduzidas por uma voz desesperada. Não digo mais nada, é preciso ouvir. Este EP é o primeiro trabalho deles, sai oficialmente hoje e devo dizer que estou completamente rendido.

aqui: http://www.sendspace.com/file/kqxj1j

Para começar bem a semana




Akron/Family - Meek Warrior (2006)

http://www.sendspace.com/file/z9p1xp

Quem viu viu, quem não viu.......pode ouvir

Morrisey
Bloc Party

Yeah Yeah Yeahs:
!!!
The Cramps
The Vicious Five
Gomez
Eagles of Death Metal
Broken Social Scene

18 Agosto, 2006

Red Sparowes: novo já roda...

1- The Great Leap Forward Poured Down Upon Us One Day Like A Mighty Storm Suddenly And Furiously Blinding Our Senses (8:10)

2 - We Stood Transfixed In Blank Devotion As Our Leader Spoke To Us, Looking Down On Our Mute Faces With A Great, Raging, And Unseeing Eye (10:01)

3 - Like The Howling Glory Of The Darkest Winds, This Voice Was Thunderous And The Words Holy, Tangling Their Way Around Our Hearts And Clutching Our Innocent Awe (9:30)

4 - A Message Of Avarice Rained Down And Carried Us Away To False Dreams Of Endless Riches (7:56)

5 - Annihilate The Sparrow, That Stealer Of Seed, And Our Harvests Will Abound; We Will Watch Our Wealth Flood In (6:58)

6 - And By Our Own Hand Did Every Last Bird Lie Silent In Their Puddles, The Air Barren Of Song As The Clouds Drifted Away. For Kill (1:45)

7 - Millions Starved And Became Skinnier And Skinnier While Our Leaders Became Fatter And Fatter (10:41)

8 - Finally As That Blazing Sun Shone Down Upon Us Did We Know That True Enemy Was The Voice Of Blind Idolatry; And Only Then Did We Begin To Think For Ourselves (9:05)
"Every Red Heart Shines Toward the Red Sun is an album by Red Sparowes to be released September 2006. The album follows the story of the Great Leap Forward, more specifically recounting the Great sparrow campaign - mass killing of sparrows (along with rats, flies and mosquitos), that were seen as pests, and fed on a portion of the harvest. Peasants were encouraged to bang pots and pans to scare sparrows into continuing flight, and eventually dying from exhaustion. Whilst the harvest of the year after the campaign was larger, there was a massive rise in locust numbers in the late 50s, as a result of the significantly lower population of sparrows, a major predator of the locust. This caused a widespread famine where, between 1959 and 1961, 30 million people died of starvation."

versão promocional aqui: http://www.sendspace.com/file/7mrj66

Windmills by the Ocean - Windmills by the Ocean (2006)

Eis o album que mais se tem ouvido por estes lados.
Os Windmills by the Ocean são uma banda formada por Bryant Clifford Meyer, Mike Davis, Dave Dunbar, Brooke Gillespie e Thos Niles, sedeada em Boston e já com 3 anos de idade mas a sua estreia homónima só agora viu a luz do dia através da Robotic Empire. Ñ se sabe o porquê de o álbum só agora ter sido editado mas estes gajos ñ ficaram sentados pois são membros de bandas como Isis, Red Sparowes, 27, Anodyne. A sua música não é nada que já ñ se tenha ouvido mas ao mesmo tempo traz algo de fresco. Para os fãs da "cena" instrumental é um mimo. Eles incorporam vários elementos de drone nas 5 músicas que o álbum nos oferece (todas sem nome e todas a ultrapassar os 6 minutos) que poderiam estar ao lado de bandas como Earth ou Sunn0))) mas o facto de usarem bateria torna-os mais melódicos e..... esqueçam a comparação com essas bandas. Os Windmills by the Ocean merecem ser ouvidos até pelos fãs de Sigur Rós. Eles merecem, eles são bons mesmo sem nunca terem dado um concerto. Tem rodado muito por aqui de uma forma relaxada, é mais um a acrescentar à lista de compras. O Amplificasom é amigo, aqui vai o link para as duas pessoas que o vão sacar: http://www.sendspace.com/file/whejr1

Morrissey @ Paredes de Coura 15/08/2006

1. how soon is now
2. first of the gang to die
3. you have killed me
4. the youngest was the most loved
5. let me kiss you
6. girlfriend in a coma
7. in the future when all's well
8. don’t make fun of daddy’s voice
9. I’ll never be anybody's hero now
10. stop me if you heard this one before
11. life is pigsty
12. we’ll let you know
13. I will see you in far-off places
14. if you don’t like me don’t look at me
15. irish blood, english heart
16. at last I am born
17. I just want to see the boy happy
18. panic

Foi esta a setlist do concerto do grande morrissey. É discutível? Claro que é, provavelmente se fosse eu a escolher seria diferente. Faltou mais uns “hits” dos The Smiths, uma ou outra do “You are the Quarry” ou quem sabe ir mais longe na carreira a solo com a “Everyday is like Sunday”. Mas, acima de tudo faltou o “hino” “there is a light that never goest out”. Mesmo assim, foi muito bom, se foi.

Morrissey é sinónimo de charme, pose, belas canções pop, amor, ironia, arrogância, boa disposição, camisas de seda…. Morrissey é isto tudo e mais. Infelizmente ouvi as duas primeiras enquanto caminhava para o recinto. Outros compromissos fizeram com que tivesse entrado na A3 ás 22h, Mozz tocava às 23h. Percurso esse que foi efectuado em 45 minutos e acompanhado até certo momento pelos Broken Social Scene. Mas valeu a pena todo o stress e nervosismo, a chuva, os 7 euros de portagem, os 10 euros de parque (procurar lugar a poucos minutos do concerto era impensável), valeu tudo a pena pois desde 2004 que era um dos concertos que mais queria ver e finalmente tive a oportunidade. Confesso que no fim, com aquela saída a meio da música, fiquei um pouco desiludido mas agora mais a frio não tenho dúvidas que assisti a um belo concerto. Para quem lá ñ esteve, antes da “panic” ele disse algo como “the way out is always the way in”, toca um minuto e tal e baza. Quando tudo esperava por um encore começa a “this is life” do Sinatra. Foi de mestre :P
Será que o verei outra vez? Ali no Coliseu era perfeito mas duvido, pelo menos em Portugal. Adorei, simplesmente adorei e quando tiver 47 anos quero ser como ele, quero ser como o Mozz….

para quem ñ foi aqui está a transmissão da antena 3:
Download

11 Agosto, 2006

Fériassssssssssssssss

Weeeeeeeeeeee, últimas horas de trabalho antes das férias!
Acabei de Comprar uma coisinha destas de 4GB

Ainda cheguei a pensar num iPod, mas além de ser muito caro, não preciso de andar com 30GB atrás de mim.

Agora vou carregá-la com novidades bem fresquinhas. Além dos discos já mencionados recentemente aqui no blog e de outras coisas que "alguém" queira levar, seguem os downloads, ou melhor, as compras da semana (Alguns ainda nem foram editados :-s) :


Sigur Rós - Saeglopur EP [The Worker's Institute 2006]
Hatebreed - Supremacy [Roadrunner Records 2006]
Twin Zero - the Tomb to Every Hope [Undergroove 2006]
Napalm Death - Smear Campaign [Century Media 2006]
Daughters - Hell Songs [HydraHead 2006]
Rameses III - Matanuska [Music Fellowship 2006]
Into Eternity - the Scattering of Ashes [Century Media 2006]
the Album Leaf - Into the Blue Again [City Slang 2006]

Amplificadores de férias??!!

Ex.mo(s) Sr(s) Crestfall e Melancolia:

Venho por este meio, mostrar o meu desagrado por ambos terem marcado férias para a mesma semana. O ano é tão grande, o próprio Agosto tem quase cinco semanas e vocês decidem viajar na mesma altura? Que raio de profissionais são vocês? Vou ficar sozinho no blog é? Com tanta gente a visitar-nos e tantos comentários não sei se darei conta do recado, não sei não.
Bem, desejo-vos boas férias mas para o ano tenham atenção a isso. Com um pouco de diálogo esta situação não acontecia. Vá, ponham-se a andar e tragam muitas fotos.
Divirtam-se.
Beijos.

O Amplificador que resta,
::Andre::

10 Agosto, 2006

Colour Haze - Tempel

Os alemães mais psicadélicos e activos do planeta Stoner estão de regresso com a sonoridade única e inconfundível que os caracteriza, mas desta vez com temas mais curtos.
A secção rítmica abafada em ornamentações jazzísticas acompanha o desenvolvimento calculado de riffs stoner corpulentos, e quase em surdina estabelece a base nos momentos atmosféricos.
Aquamaria, Tempel e Ozean são pérolas.

Não hesitem, oiçam isto: http://rapidshare.de/files/28883876/Colour_Haze_-_Tempel__2006_.rar.html

Veados e lagostas

Só para dizer que este split é dos lançamentos (portugueses) mais interessantes que ouvi nos últimos tempos. Quero vê-los ao vivo...

http://www.loversandlollypops.cjb.net/

Slayer - Christ Illusion

16 anos depois de Seasons in the Abyss, temos finalmente um álbum de Slayer com Dave Lombardo na bateria!
Foi para aí em 2002 que o regresso à banda aconteceu. Realizaram uma série de tournées entre as quais a ronda Europeia do Ozzfest que passou pelo estádio do Restelo, e, pregos à parte, foi um momento de grande celebração. A questão agora é saber se eles continuam a ser relevantes. Há quem diga que já não editam nada de jeito desde 1990 ou 1988. Eu gostei bastante do Divine Intervention de 1994, mas depois disso fui perdendo o interesse com os discos posteriores.
O retorno de Dave Lombardo relançou um bocadinhinho as expectativas, e agora cá estamos em 2006 com Christ Illusion.
Eu até já saquei o disco há umas 2 semanas, mas só esta semana é que o comecei a ouvir.
Do som e imagem de Slayer a última coisa que se pretende é inovação, e se calhar um retroceso no som até seria apreciado! A sonoridade destilada no arranque do disco, em Flesh Storm e Catalyst, é prometedora. A velocidade cavalar da bateria e os riffs agressivos fazem-nos recordar os clássicos. Há alguns momentos, Catatonic e Skeleton Christ, com uma sonoridade menos speed/thrash e mais hardcore/modern metal suportada em várias mudanças rítmicas :-s.
Os assuntos abordados continuam a ser exactamente os mesmos de há 15/20 anos atrás, guerra ódio e religião, guerra em nome da religião, "Religion is hate, religion is fear, religion is war", a ascensão do Anti-Cristo. A polémica sempre acompanhou os Slayer e em Jihad contam a história dos atentados ao WTC do ponto de vista dos terroristas.
Globalmente é um bom disco, bem produzido, e quem gosta/gostou minimamente de Slayer irá ter certamente algo aqui com o que se identificar. Não sei se terá músicas que se tornem clássicos, mas as minhas preferidas para já são Catalyst, Cult e Supremist.

Festival Paredes de Coura 2006

14, 15, 16 e 17 de Agosto
praia fluvial do Tabuão

Palco Heineken Paredes de Coura

Dia 15
Fischerspooner
Morrissey
Broken Social Scene
Madrugada
Gomez
White Rose Movement

Dia 16
We Are Scientists
Bloc Party
Yeah Yeah Yeahs
Gang Of Four
Eagles of Death Metal
The Vicious Five

Dia 17
Bauhaus
The Cramps
!!! (chk chk chk)
Maduros
Shout Out Louds
CatPeople

o resto do cartaz em: http://www.paredesdecoura.com/programa/

09 Agosto, 2006

Muse e Touros

Mais uma (boa) notícia para o Outono - a banda de Matt Bellamy vem ao nosso país promover o seu mais recente disco, intitulado "Black Holes and Revelations", no futuro dia 26 de Outubro. O concerto está marcado para a arena do Campo Pequeno em Lisboa... E com todo este calor e com as cinzas a entorpecerem os sentidos clamo pelos doces dias de melancolia que o Outono trará...

Observações - A escolha do local é que poderia ter sido outra! Afinal "Tourada ... Não é ARTE, nem CULTURA, é TORTURA!"

"there's nowhere left to hide
in no one to confide
the truth runs deep inside
and will never die"

08 Agosto, 2006

Isis: e o novo álbum chama-se...

In The Absence Of Truth

Bem, para já ñ é oficial mas é o que se diz por aí... A ser verdade, os Isis deixariam de lado o "one word concept" que os acompanha desde o Celestial. Ao mesmo tempo é um titulo "vago" que deixa o ouvinte criar a sua própria interpretação. Anyway, de que raio estou eu a falar? Who cares? Venha mas é o som, isso é que interessa \oo/
Data prevista: 31/10/2006

Pajo - 1968 (2006)

Slint, Zwan, Tortoise, Stereolab, Will Oldham, M, Aerial M, Papa M, PAJO... O que têm estas bandas/projectos em comum? David Pajo, um dos meus músicos preferidos.
No dia 22 de Agosto é lançado o novo álbum do seu projecto mais recente (PAJO), curiosamente titulado de "1968", e já tive a oportunidade de o ouvir. É um dos que mais me deu prazer ouvir este ano. Belo.
Continua no caminho do homónimo do ano passado mas talvez um pouco mais instrumental. Belas canções, belas composições, a voz dele conforta-nos...
A tracklist é esta:
1. Who's That Knocking
2. Foolish King
3. We Get Along, Mostly
4. Prescription Blues
5. Insomnia Song
6. Wrong Turn
7. Cyclone Eye
8. Walk Through the Dark
9. Let it Be Me
10. I've Just Restored My Will To Live Again

Faltam 8 dias...

A setlist de Benicàssim no passado dia 17 foi a seguinte:
Panic
Irish Blood, English Heart
The Youngest Was The Most Loved
You Have Killed Me
Still Ill
First Of The Gang To Die
I'll Never Be Anybody's Hero Now
Girlfriend In A Coma
Let Me Kiss You
Ganglord
I Will See You In Far Off Places
To Me You Are A Work Of Art
I Just Want To See The Boy Happy
How Soon Is Now?
Trouble Loves Me
At Last I Am Born
Life Is A Pigsty

07 Agosto, 2006

Blood Mountain Leaked

O novo disco dos Mastodon, com data de edição agendada para 12 de Setembro, já circula pela rede!
Foi "disponibilizado" nos torrents no passado sábado, e também não é nada difícil encontrar links para o disco em alguns sites de partilha de ficheiros. O rip não é dos melhores, está codificado a 128 kbps, mas serve o propósito. Não vou colocar aqui nenhum link, não quero chatear a Warner.
Hoje já injectei uma boa dose de sangue das montanhas :-s e apetece-me dizer que o disco, como seria de esperar, é do caraças. O estilo à cabeça é prog-banging-psica-metal-roll. Músicas como Sleeping Giant e Pendelous Skin são bem progadélicas, enquanto Hand of Stone e Crystal Skull são na onda bang your head. Agora vou evitar ouvir isto muitas vezes e esperar pelo cdzinho.

Edit: Bem, comecei o dia a ouvir isto outra vez, não deu para resistir. A música em que o Josh Homme participa - Colony of Birchman - vai ser um clássico!

04 Agosto, 2006

Pelo progresso

Duas prendas bem distintas entre si mas com um cheirinho a progressivo qualquer coisa. Uma da Suiça e outra da Suécia!

Shora - Malval (2005)
Este, que é o último disco dos Suiços, já data de 2005, mas é tão bom e tão difícil de arranjar a preço decente que tem sofrido de rodagem constante no windows media player nos últimos dias. Longe vão os tempos do noisecore à la Converge. Post-rock científico progressivo instrumental atmosférico é o que está a dar e está a dar na perfeição. Uma viagem pela galáxia psicadélica dos anos 70!

http://rapidshare.de/files/12011846/Shora_-__2005__Malval.rar.html


Wolverine - Still (2006)
O 3º disco dos Suecos não foi de abordagem fácil, mas a verdade é que agora acho que estão a soar melhor que nunca! Mais diversificado e com uma melhor interligação entre as partes mais (não muito) pesadas e as mais atmosféricas. Prog-metal pode ser a designação, Porcupine Tree meets Opeth meets Dream Theater meets Pain of Salvation meets Pink Floyd. Mas também pode ser só da minha imaginação.

http://rapidshare.de/files/24881661/wolverine_-_2006_-_still__progressive_metal__320.rar.html (Password: www.metalunion.org)

IntrOnaut - Void

Há bem pouco tempo estes senhores brindaram-nos com um muito interessante e prometedor EP (originalmente editado em CD-R e posteriormente Reeditado pela Goodfellow records) de estreia intitulado Null. Agora lançam o primeiro longa duração e chamam-lhe Void!
Com títulos destes cheira-me que andam metidos em programação ou então querem-nos fazer querer que os seus trabalhos são desprovidos de conteúdo ou que são o conteúdo para o vazio musical.
Void aplica-se a algo que é Null e a sonoridade contida neste disco é uma continuação lógica da que foi criada para o EP. O disco flui na perfeição e parece ter menos tempo do que aquele que realmente tem (43 minutos).
Tecnicamente irrepreensível e com uma produção equilibrada em que todos os instrumentos estão perfeitamente balanceados e audíveis, a estrutura progressiva das músicas provoca constantes mudanças rítmicas, com alguns momentos mais agressivos e caóticos contrapostos por outros mais melódicos e ambientais.
O baixo com muito groove recorda Cynic, principalmente em algumas partes instrumentais, e a guitarra incorpora alguns riffs memoráveis.
Fazem uma perfeita fusão de diferentes sonoridades do metal com hardcore e jazz e tentam desbravar novos territórios sonoros. Neurosis, Meshuggah, Cynic, Botch, Opeth, DEP e Mastodon podem servir de referência.
Mais um disco para a lista dos melhores do ano.

Edição da Goodfellow records prevista para 22 de Agosto.
http://rapidshare.de/files/26429628/Intronaut_-_Void__Advance_2006_.rar.html

02 Agosto, 2006

PJ Harvey on Tour - Please Leave Quietly

Filmado durante a tour do último álbum (Uh Huh Her, 2004) este é o primeiro dvd oficial da senhora Polly Jean.
Ao contrário do habitual, a tracklist não é apenas de um só concerto mas sim de vários pelo mundo fora, desde festivais a salas pequenas embora nenhuma delas seja, infelizmente, da passagem por Vilar de Mouros. Entre as 16 músicas (das quais duas são inéditas - "Evol" e "Uh Huh Her") podemos assistir a breves momentos no backstage, soundcheck, estúdios, ou até mesmo nas cidades por onde a tour passou sem nunca esquecer as pessoas que estão por trás e que sem elas os concertos ñ seriam possiveis. Momentos esses que nos dão uma visão do que é andar na estrada, o dia-a-a. É como se este dvd fosse um diário da tour. Como extra temos uma entrevista de cerca de meia hora em que PJ Harvey partilha connosco o seu processo de escrita, composição entre outras coisas. E se se tivessem lembrado de acrescentar os videos da sua carreira teria sido perfeito.
Polly Jean está de parabéns. Agora venha um álbum novo s.f.f.